A HORA H

A HORA H
Será que o jaguar está preparado para está transição!
Eu me pergunto porque os quadros espirituais estão sendo pintados por mãos não habilidosas que riscam sem profundidade e sem distinção. A marca da besta é um desvio na conduta medianeira entre as mentes e os corações.
Esta noite eu abri uma porteira e através dela muitos passaram de lá para cá. O campo dos mártires, coisa ampliada, desejos profanos, ambição maior que as mãos.
A pior coisa para frear um jaguar é dar-lhe instrumentos para sua própria destruição. Ninguém vai lhe molestar desde que ele não caia nas garras do seu destino. Que não abra sua porta sensitiva e comece a delirar nas emoções das almas enfraquecidas. A loucura que guarda a esquisitice laboratorial. Toda cabeça é um grande laboratório de pesquisas e quem estiver navegando por mares sombrios será contaminado.
Da sublimação à esquizofrenia. As reações comportamentais se chocam com a realidade e conduzem a degradação mental. Uma mente doente não serve para clarear o caminho. A obscuridão do eu perdido na manifestação silenciosa da memória.
Eu vejo muito perigo nesta transição da nova era. Vejo que o jaguar ainda tem dúvidas e carrega dentro de si a sua amargura.
Fico me perguntando se o jaguar deve ser um robô místico para não perder seu caminho ou ele deve ser guiado por forças externas para aguentar a pressão psíquica.
Eles estão chegando em milhares de vultos. A terra sofrerá um pulso eletromagnético para frear esta confusão. O jaguar não está preparado para bater com o desconhecido mundo que o trouxe para baixo. As reencarnações são como uma fuga para afastar as vítimas. Sim, são todos vítimas de suas ações. A terra é um esconderijo para todos que se afastaram de Deus. Agora tem a oportunidade de mudar.
Será que o homem jaguar está consciente da sua verdade!
A sublimação é a destruição dos valores morais e espirituais. Quando se perde a chave a porta não fecha e vai sedimentando os chacras com um bombardeio de descargas desiguais. O plexo aguenta, mas os chacras não. Quando se rompe uma ligação neuronal abre espaço para a enfermidade. Ali vai fechar a rede e criar uma inteligência artificial. O perigo de chocar-se com o convívio humano. O indivíduo pensa estar a frente do seu tempo e perde a noção da sua estrutura social.
Temos que zelar pela nossa saúde psíquica e afastar os pensamentos cognitivos negativos. Quando se abre a porta ninguém sabe quem vai entrar. Pode ser bom ou ruim.
Quando um médium destrói sua mediunidade ele acaba vegetando. Vai viver na mistificação dos fenômenos da esquizofrenia. Esta por sinal vai criar estados emocionais que levarão o seu portador a um estágio de reclusão. A única forma é o controle por remédios pesados.
A vida perdeu sentido.
Salve Deus
Adjunto Apurê
An-Selmo Rá
31.05.2020

× Contato!
Pular para a barra de ferramentas