REENCONTRO – parte dois

REENCONTRO – parte dois
_ Aqui é muito triste soldado!
Cheguei num cemitério onde o corpo fora sepultado. Ele estava lá vivendo seu mundo de solidão.
_ Não deixe que eles venham para cá
_ Eles quem!
_ Minha familia, meus amigos!
Eu olhava aquele lugar sombrio cheio de imagens transparentes. Não tive receios, ali ninguém faz mal a ninguém. Cada qual vive a sua morte, a sua passagem.
_ Soldado Betezek! Foi muito bom te reencontrar naquela casa de caridade! Eu sabia se pedisse com fé iria ao teu encontro! Quando cheguei era quase noitinha! Caminhei pela sua casa esperando a hora de ser atendido! Você chegou, você estava brilhando muito! Eu estava perto do pote com água! Me escondi para estudar seu caminho! Só depois uma corrente muito forte me puxou para a mulher que não a conheço! Eu me vi encarnado novamente, mas era somente uma liberação!
_ Salve Deus!
Eu te chamei muitas vezes e você não foi falar comigo! Porque
_ Eu estava no comando do angical e não podia sair dali! Deixei a doutrinadora te ajudar! Ela fez um belo trabalho com você!
_ Mas eu vim para falar com você! Te vi numa farda diferente das que usávamos no quartel!
_ Este uniforme faz parte da nossa evolução! Somos missionários!
_ Quando conversávamos eu nunca imaginei morrer! Nunca imaginei morar em um cemitério! E nunca imaginei ter vida após morrer! Agora eu vejo o quanto errei! _ Fale com eles e os alerte!
_ Já tentei! Plantei uma sementinha em cada coração! Vai depender deles regar!
_ Isso aqui é o fim do mundo, o fim de tudo!
_ Não! Aqui pode ser o começo de tudo! O seu reencontro com Deus!
_ Aonde está Deus! Só vejo um grande nevoeiro com choros e gemidos! De vez enquando uns zumbidos estalam como um chicote! Tudo muda, fica calmo! E tudo recomeça!

  1. Eu comecei a sentir dores em meu corpo físico. As dores dele me pegaram. Tive que voltar rápido e sem me despedir. Chegando em casa tão logo fechei meu corpo. Cortei a ligação para afastar a corrente sofredora.
    Eu fui e vi a desolação e solidão deste soldado recém desencarnado. As pessoas na terra não dão valor para si mesmos. Depois acontece seu retorno ao mundo dos espíritos. Sem nada a oferecer, sem bônus para comprar sua passagem ficará esquecido. Quando eu cheguei no seu túmulo o espírito estava querendo voltar para o corpo. Sabe da crendice: Ressureição. Ressurgir dos mortos. Ele queria voltar a viver.
    Eu senti a sua morte, como é morrer, como é se ver dentro do caixão. Não desejo isso a ninguém
    Se todos tivessem o conhecimento da vida que o espera fora do corpo físico tomariam mais atenção e se respeitariam mais. Não estou pedindo para mudar de religião, mas que leiam e conheçam antes que ela venha buscar!
    Este soldado agora terá um pouco de paz. Talvez seja o primeiro reencontro nosso fora da psique humana.
    Alertai, alertai.
    Salve Deus!
    Adjunto Apurê
    An-Selmo Rá
    12.05.2020
× Contato!
Pular para a barra de ferramentas