PLANO SOBRE PLANO

PLANO SOBRE PLANO
A coisa mais linda que já vi. Vocês podem imaginar um grande continente espiritual atuando sobre outro na terra. Sim, são exatamente 1h00 da madrugada de 1° março de 2020 quando as forças reagiram ao comando central. Seta Branca com seus raios de luz trouxe a sabedoria do jaguar e semeou sobre os campos áridos as suas palavras. Regou com seus ministros e cavaleiros cada coração fazendo crescer a esperança que morria aos poucos. O que eu relato, meus irmãos, não é para engrandecimento, mas como incentivo para que todos saibam e busquem a verdade.
Eu ganhei um presente do Pai. Eu nem esperava até porque eu faço por amor e não por interesse. Com a implantação deste novo sexto sentido, figurativo, eu abri um grande leque que vai continuar o céu sobre a terra. Quando dizemos ter amor pela missão não quer dizer somente sentar no comando, mas sim, participar da história que reflete os bons pensamentos. Vejam o grande exemplo que foi Tia Neiva, ela participava de tudo, ela amava tudo que fazia.
Eu estou construindo o pajézinho, poderia ser até algo simples, mas não, é extraordinariamente algo muito além da imaginação humana. Eu estava em sintonia da construção porque exige detalhes preciosos e não havia aberto minha sintonia com os planos. Ai, os nossos pais, chegam para iluminar nos trabalhos a conquista do jaguar. Este presente que recebi das mãos divinas é algo que muda a concepção do homem espiritualizado. Ser ou não ser. Eu sou, mas não exijo que outros sejam, cada um deverá se descobrir o quanto ama e se ama.
Esta madrugada eu vi esta multidão assistindo o desvendar e despertar dos enigmas esquecidos. É como um pirata que esconde seus tesouros em uma ilha deserta para algum dia voltar com seu mapa e resgatar. Nosso mapa astral, kutumy, é silencioso como a brisa que sopra sua face, você sente, mas não o vê. Sabe que ele está ali pelos efeitos do impacto.
Não podemos também criar os fanáticos da fé. Isso jamais, são como robôs, o dia que faltar energia eles morrem porque não aprenderam a transformar matéria em luz.
Eu não estou só, tenho meus caminhos percorridos dentro de uma dimensão eclesiástica sabendo até onde chegarei.
O céu não tem limites, a terra sim.
Não espere o amanhã, quem sabe ele nunca chegue, faça do hoje a sua melodia. Paixão dos esclarecidos, a vida em dois planos.
Sei que muitas vezes eu tento raciocinar fora dos padrões governamentais, mas se não tivessem o preparo para saber não estariam nesta seara.
Seta Branca confiou e trouxe o que eu nem imaginava, mas taí, a responsabilidade aumentou. Eu resumo assim, amor, nada mais que puro amor. Saber sem saber ou exigir dos céus o que deixou de fazer em terra.
Siga e não olhe para trás.
Salve Deus!
Adjunto Apurê
An-Selmo Rá
01.03.2020

× Contato!
Pular para a barra de ferramentas