AS GUERREIRAS

AS GUERREIRAS
Falar sobre as mulheres é algo difícil quando não se conhece a história, mas falar das guerreiras de Seta Branca é impossível, pois elas são as amazonas deste amanhecer.
Tudo começou nas guerras, nas lutas, onde tinham a missão de buscar as armas dos seus guerreiros para libertar seus espíritos.
Criaram uma cultura sobrenatural espiritual, a força do jaguar. Destemidas e corajosas a ponto de não se permitirem serem tocadas por quem não querem.
Aqui eu vejo e respeito estas mulheres com gratidão, são elas que estão lado a lado com seus príncipes encantados formando legiões de trabalhadores. O despertar da criação divina trás na valorização humana esta conquista. Deixem as mulheres em paz e verão como são especiais, elas merecem todo carinho e atenção. Eu e minha amada esposa tivemos três guerreiras, são frutos das nossas reencarnações. Todas já conviveram em outras histórias. Se soubessem pelo menos a vírgula tudo seria diferente. Como falei de Afrodite que viveu dos amores apaixonados dos homens que a conheceram e hoje chora por um único amor. Neta de Luiz XV guilhotinada por traição.
Da minha outra princesa sofredora presa na mais alta torre. Preservar ou matar a identidade.
Da minha outra abandonada na senzala dos nagos de Angola por ter nascida com defeitos nas pernas. Por isso que elas são especiais, são nossos amores
Aqui estas amazonas tem uma força danada, elas são a esperança desta nova era. Quando trabalham comigo na força do meu plexo eu as protejo das descargas magnéticas. Eu não as abandono aqui na terra e nem no céu. Ninguém conhece o espírito de uma mulher. Ela pode ser boa ou má dependendo de sua convivência.
Perfume suas mãos para tocar na aura delas, pois são muito sensíveis ao toque das energias. Um príncipe encantado emanado com amor fará a diferença.
Para quem conhece a história do príncipe encantado conheceu a maior guerreira, Tia Neiva. Ela ensinou a transfusão da magia humana para uma rosa.
O maior desajuste é serem julgadores sem conhecer o conteúdo. Criticar é mais fácil, porque é negativo. O crítico é aquele que nunca se realizou e prefere sempre achar defeitos nos outros.
Eu estive esta noite na legião das amazonas. Não tem homens. São espíritos fortes que sobrevivem de suas conquistas. Rituais das fogueiras, sim, caçadoras e exímias conquistadoras. Desde lá, tempos primórdios, que elas vem se organizando. Aqui no templo são a esperança de Seta Branca. São suas filhas amadas.
Salve Deus!
Adjunto Apurê
An-Selmo Rá
01.02.2020

× Contato!
Pular para a barra de ferramentas