TIA NEIVA

TIA NEIVA
Não houve na história deste milênio uma revolução espiritual tão grande e necessária como a vinda de uma clarividente para este plano físico.
Tia teve a humildade de preparar a mesa, deixou os instrumentos afiados para que ninguém se ferisse ou ferisse ao próximo, mas ao ela partir estas ferramentas começaram a serem usadas de forma errada e muitas estão enferrujando.
A pior coisa que pode acontecer a um iniciado é ele se acomodar, não procurar a sua frequência, sua intuição
Por mais que eu escreva para não perder a linha direta, muitos antigos mestres ainda não se acordaram para a verdade. Eles preferem se silenciar aos que necessitam conhecer dando a resposta que não condiz com esta universidade espiritualista.
Eu tive a feliz oportunidade de conhecer tia Neiva na terra e no espiritual. Nas longas estradas da vida do espírito. Nos quatro anos de preparação tivemos uma escolha, ser ou não ser. Nos foi dado provas da abertura do nosso portal com uma explosão do magnético, eu até diria, da antimatéria. Quem esteve no templo naquela noite ainda tem recordações.
Eu estava sentado na cama de madrugada. O corpo ainda deitado. Havia voltado de uma missão e ao olhar pela janela temporal vi uma jovem descendo para o templo. Fiquei acompanhando para ver suas intenções. Ela desceu e sumiu. De onde eu estava olhei ao redor e nada, sumiu mesmo.
É isso que eu falo, todos receberam seus instrumentos para se evoluir e não involuir. Mas Deus é muito bom, ele experimenta dando oportunidade para todos. Quem souber aproveitar terá notoriedade neste caminho. Eu dou Graças a Deus por ter sido recebido pela clarividente Neiva neste amanhecer, mas não fiquei acomodado nas maravilhas do misticismo, eu fui buscar o que era meu.
Ela abriu a minha mente e minha porta para mim mesmo. Ela viu na sua clarividência quem eu era e porque receberia uma missão tão difícil. Passou, então, a trazer sua grande iniciação, espírito para espírito. Algo que ninguém vê e saberá até a sua volta para a terra. Chamamos de família espiritual. A grande fraternidade branca. Não a que tanto propagam. É diferente.
Circulo vital, a nova era.
Aí quando for chegada a hora do testemunho vão perguntar um por um:
“O que você fez com seus ensinamentos?”
Será a pior hora de um mestre. Seria a mesma história do dono da fazenda que precisava viajar e deu a cada um dos filhos cinco
moedas e ao retornar os chamou para prestar contas. Está dentro do evangelho de Jesus, são palavras dele.
Por quem me tomas!
Sou amigo e não inimigo!
Eu bato em sua porta levando a força do espaço e com medo da verdade e ela não abre.
Sou julgado pela aparência e não pelo conteúdo.
Quando o espírito da verdade abrir novamente suas asas sobre nós veremos quem vai receber ou quem vai correr.
Graças a Deus que nem todos vão testemunhar as inverdades.
Salve Deus!
Adjunto Apurê
An-Selmo Rá
13.02.2020

× Contato!
Pular para a barra de ferramentas