HERANÇA

HERANÇA
Falamos tanto em herança transcendental, mas ninguém sabe a verdade sobre ela.
Estou em Santo André, São Paulo, em uma missão especial. Quando a gente chega em algum lugar os espíritos se escondem, não por medo, mas para saber as intenções do visitante.
Tia Neiva quando atendia aos pacientes ela anotava o nome no seu grosso caderno e pedia para ele voltar em sete dias. Isso porque a herança se escondia ou não ia junto. Então neste período de abertura ela promovia o diálogo com os espíritos. A pessoa votava para a consulta e ela já tinha respostas sobre o caso. Pedia, muitas vezes, um trabalho especial para que um assessor ou recepcionista acompanhace os trabalhos.
Então, vejam, os espíritos ficam escondidos porque eles estão tão acostumados a viver naquele ambiente que ao chegar uma pessoa diferente eles perdem o sentido. Mas este tempo faz com que eles tenham necessidade de se alimentar das energias estagnadas. Energia estagnada é a sobra do ectoplasma. Quando ela fica sedimentada embaixo da cama, nos cantos, em lugares que ficam muito tempo sem mexer.
É necessário de vez em quando trocar a cama, armários e sofás de lugar. Muitas vezes eu troco os pés pela cabeça. É uma forma de enganar os espíritos que ficam assediando os humanos.
Salve Deus!
Adjunto Apurê
An-Selmo Rá
02.02.2020

× Contato!
Pular para a barra de ferramentas