DESESPERO

DESESPERO
Meus irmãos!
Eu tenho recebido muitos pedidos de ajuda de mestres, filhos de Seta Branca, desesperados com influências negativas.
Eu peço primeiro: manter a calma, pois o desequilíbrio não resolve nada.
Segundo: somente o trabalho incessante vos libertará das dores. Seta Branca.
Sei que é difícil manter a razão quando se trata de quem amamos. Mas sem razão perdem todos, ninguém vai se entender e ninguém vai ajudar ninguém.
Calma. Cada templo do amanhecer é capacitado a resolver todos os problemas de seus componentes. Tem que manter assiduidade nos trabalhos. Tem que arregaçar as mangas e trabalhar, fazer merecer as armas que recebeu. Armas, sim, para poder lutar contra tudo que está chegando.
Olhem suas famílias, não percam de vista.
Os mentores tem se desdobrado em mil para ajudar, para curar, para ensinar.
Por Deus, meus irmãos, quem estiver longe do templo ache um jeito de voltar. Quem estiver dentro não saia. O Pai está incessantemente vigilante com todos nós.
Boa sorte e boa luta.
Salve Deus!
Adjunto Apurê
An-Selmo Rá
28.01.2020

× Contato!
Pular para a barra de ferramentas