BÊNÇÃO DESOBSESSIVA DO APURÊ

BÊNÇÃO DESOBSESSIVA DO APURÊ
Eu não consegui descrever a bênção do Ministro porque eu não estava em mim, eu estava ainda vislumbrando o ocorrido.
Energia cruzada desobsessiva, sim, foi um espetáculo dantesco que eu via. Pai João no radar cruzou sua força com o ministro no aleda da pira junto com Rainha de Saba que veio fortalecer este trabalho. Conforme o ministro recebia as emissões dos seus filhos se formava um âmbar divino que traduzia cada herança transcendental. Houve uma desobsessāo, uma libertação carmica. Cada médium respondeu no aleda em sua roupagem do momento, do ciclo que nos oitenta dias se reserva pela individualidade.
Houve um envolvimento mediúnico, eu tive que ficar ali ao lado do Apurê, pois a cabala estava aberta. A energia percorria o templo desagregando fótons, era coisa física, eletromagnética. A luz se ascendeu com a manipulação direta sobre o cristal. O fogo na pira explodia o éter, foi tanta energia que atingiu os plexos modificando o aton existencial. Pai João transmitia a força de Olorum, só que a energia era dourada, fios ínfimos como feichos paralelos giravam em sentido horário.
Quem recebeu sentiu a mudança no plexo. Todos atendidos, pacientes esclarecidos, ministro encerrou e nos últimos momentos Rainha de Saba desceu para levar os retardatários espirituais.
Assim foi este dia de Bênção, assim foi o registro espiritual. Uma força cruzada desobsessiva.
Salve Deus!
Adjunto Apurê
An-Selmo Rá
02.12.2019

× Contato!
Pular para a barra de ferramentas