OVNI

OVNI
Eu estava com duas visitas, um homem que não pertence a doutrina e uma ninfa sol. Estávamos aqui conversando doutrinariamente quando tudo foi escurecendo, mas não era noite, o sol foi tapado.
O dia ficou turvo mesclado com nuances de cores. Eu sai para fora e olhei para o sol, coisa difícil de olhar, mas os raios solares não estavam chegando. Foi ali que eu vi algo estranho parado bem em frente ao sol, era um objeto inexplicável. Chamei o homem para ver, chamei a ninfa e minha esposa que não me ouvia, por estar em outra dependência. O homem veio, a ninfa ficou com medo e não saiu de dentro, a minha esposa perdeu de ver.
Olhando para aquela imagem a grande nave estacionou no portal e se fez sentir na terra. Quando a vi eu tive medo também, pois seu tamanho e formato demonstrava pela distância que era incalculável medir. Imaginem uma nave chegar a criar um eclipse é porque sua dimensão é enorme.
Ficamos os dois aqui na varanda olhando e a terra ia trocando as cores. Não era totalmente escuro, mas bem no meio do sol dava para vê-la.
Nós, terráqueos, estaremos recebendo as grandes visitas do além. Estaremos sendo preparados para a grande jornada da nova era. Eis um sinal, ou seria aviso, sim, há vida após os limites da configuração humana. Povos evoluídos, povos que já sofreram como nós os embates das reencarnações carmicas, mas que agora livres das amarras voltam para assistir a terra.
E assim ela ficou estacionada no grande portal.
Salve Deus!
Adjunto Apurê
An-Selmo Rá
24.11.2019

× Contato!
Pular para a barra de ferramentas