FOGO ETÉRICO

FOGO ETÉRICO
Estávamos de mudança do antigo templo, Curitiba, para o novo templo em Campo Largo.
Nós deixamos as três filhas em Curitiba e fomos para o trabalho no novo templo. Estávamos na linha de passe quando Janaína chegou e eu perguntei para ela como estavam minhas filhas. Ela disse que estava tudo bem, mas realmente estavam em desarmonia. Sabe como são os adolescentes, cada uma tem sua opinião.
Voltamos para Curitiba e quando chegamos as três estavam com aquela auréola na cabeça, santinhas.
Ai, thais, a mais nova estava onde era o templo, ela contou com detalhes o ocorrido.
Uma bola de fogo veio queimado tudo. Ela não esperou pra saber e correu para dentro de casa. Com os gritos dela as outras se aquietaram e se esconderam debaixo das cobertas.
Eu estranhei, e aos poucos ela foi descrevendo sobre o fogo. Ela não sabia sobre isso, mas viu na sua frente este poder etérico.
Antigamente os velhos colonos diziam ser o boitata em referência a este fogo.
Então, Janaína fez isso acontecer para acalmar e pararem de brigar.
Assim acontece quando se manipula o fogo na mirra. Entenderam.
Salve Deus!
Adjunto Apurê
An-Selmo Rá
22.11.2019

× Contato!
Pular para a barra de ferramentas