FAMÍLIA ESPIRITUAL

FAMÍLIA ESPIRITUAL
Nossas viagens, há, como faz bem a nossa alma. Todo conhecimento é bom e útil na valorização da vida.
Cheguei em uma família espiritual, num lar distante do pensamento, onde só se pode chegar pelo espírito. Eles eram espíritos inocentes, sem maldade, puros. Ao chegar eu recebi meu passe para entrar e já dentro eu observava a simplicidade. Nesta família tinha duas jovens simpáticas, eram indianas, seus olhos eram repuxados, transmitiam coragem e ao mesmo tempo interesse pela terra. Sentamos à mesa e as perguntas não paravam e eu fui respondendo.
Não sei o motivo de tanto interesse pela terra, até porque são espíritos evoluídos, não precisam encarnar.
Eu não tive a oportunidade de perguntar, só responder. Na minha vivência mediúnica eu diria serem adolescentes, seriam como uma de minhas netas, e eu me via vislumbrado pela atenção dispensada em minha presença.
Contei as minhas histórias, contei como é estar encarnado. Sobre a terra e seus efeitos climáticos, sobre a natureza, rios, montanhas, cidades e civilizações. Eu falava e aqueles olhos brilhavam de satisfação, eram como duas crianças recebendo um presente.
Mas a terra me chamava de volta. Eu tinha um problema para resolver com o vidro do meu carro e isso estava atrapalhando minha estadia. Ao cortar grama no vale uma pedrinha estourou o vidro e isso estava bloqueando minha estadia. Eu sabia que quando voltasse iria resolver, mas a preocupação estava me arrastando de volta.
E foi isso, de repente tudo se fechou, não deu nem tempo de se despedir e eu já estava em casa.
Fiquei com uma sensação incompleta. Os problemas da terra nos prendem ao físico, por isso que devemos viver livres como a um pássaro que vive a voar pela natureza.
Vejam que a terra nos cobra centil por centil e atrapalha os contatos espirituais. Logo vou resolver esta pendência material para que a consciência seja libertada. Só assim eu poderei viajar.
Não assuma problemas que vão prender seu espírito na terra. Seja simples e poderá viajar sem medo da verdade.
Muitos dos meus irmãos estão presos nas argolas do destino carmico esquecendo que são espíritos encarnados.
Eu agradeço àquela família espiritual que me recebeu e que minhas preces os alcancem.
Salve Deus!
Adjunto Apurê
An-Selmo Rá
07.11.2019

× Contato!
Pular para a barra de ferramentas