CONSAGRAÇÃO

Tia Neiva, fundadora do Vale do Amanhecer…

CONSAGRAÇÃO
Como é difícil consagrar um jaguar e depois ele jogar estas pérolas fora.
Muitos discutem a doutrina filosofando, mas deveriam se preocupar se estão conseguindo atravessar os portais, conseguindo registrar seus comandos junto as legiões.
Eu, esta noite, consegui uma consagração a um jaguar da terra no espiritual. Eu só espero que ele respeite sua farda como eu respeitei esta consagração, um ritual simples que atingiu os três reinos de sua natureza.
Jaguar, no convívio espiritual, nós achamos que nada acontece sem uma condição. Os fenômenos que se multiplicam seriam mais consistente se houvesse consciência.
Pode ter mil médiuns, mas se somente um tiver sintonia valeu por todos. Se não tiver amor nada acontece. Se todos os jaguares tivessem uma experiência direta em confraternização com suas origens saberiam distinguir o certo do errado. Muitas vezes o certo é errado e o errado o certo. A terra camufla a verdade. Ninguém vê os laços que se prolongam no universo. Que nem aquele simples homem que chegou em frente a impossibilidade de resolver o impossível, foi lá e resolveu, enquanto muitos ficaram perdidos em suas interrogações porquê não acreditavam em si mesmos.
Quando eu subi para trazer esta consagração eu não fiquei esperando que viessem ser a minha escada, eu acreditei na minha capacidade, na minha condição.
Ter ou ser.
Vocês sabem interpretar esta diferença!
Vou deixar esta lacuna aberta para ouvir seus corações.
Nós todos somos diferentes, ninguém pode avaliar os segredos de uma jura transcendental. A lei é para todos não se perderem, é um roteiro, onde temos a linha mestra que organiza as atividades, principalmente das mediunidades.
O que eu vejo lá não vejo aqui. Entenderam. O que é bom para mim pode não ser bom para outros.
A pior coisa que vejo não é o descumprimento da lei, mas é usar desta lei para matar a esperança do próximo. Muitas vezes ao pé da letra pode fazer muito mais estrago que nossa, por isso vivemos um dilema existencial. Quem somos, de onde viemos, para onde iremos.
Tia Neiva me disse em vida: Meu filho! Seja sempre simples!
Estas palavras foram a minha abertura para a transição do espírito.
Pelo que eu entendi, muitos estão usando da lei para se complicar. Foi como aconteceu com Jesus, os fariseus usaram da mesma lei de Deus para tirar a vida do seu filho. Aqui está sendo a mesma coisa, usando de uma evolução para involuir.
Ao conseguir esta consagração eu fiquei feliz e apreensivo, porque não saberei dizer o que mudará naquele coração. Coração dos outros é terra que ninguém anda.
Simplicidade de um preto velho, quer algo mais lindo que isso.
Eu fiz meu patuá, este amuleto me torna invisível nas horas que necessito sumir. Porém, com a magia direcionada eu transporto a minha consciência através da barreira invisível.
O mundo das razões é diferente do mundo das superstições. Todos na terra vivem suas superstições. Acreditam desacreditando.
A lei é para todos, o conhecimento para poucos. Quanto mais dúvidas mais infiltração negativa.
Uma vez eu fui visitar uma tribo que viviam em paz. Eu observei que todos estavam em harmonia, mas um vento soprou contrário e atingiu somente um integrante. Pronto, a contaminação formou a divisão. Seria a mesma história de Adão e Eva. Deus falou, não comam da fruta do pecado, mas a serpente induziu ao erro. Temos, então, muitas serpentes esperando para dar bote.
Quando um templo do amanhecer está bacana, todos unidos, lutando com amor, aí jogam uma maçã podre no meio, pronto, a festa foi feita, quem comeu desta fruta será contaminado pela energia da dúvida. Aí começa a decair aquele templo, porque espíritos zombeteiros se aproveitam para promover a quebra da corrente.
Eu procuro manter a lei e a ordem, sim, todos estão sujeitos a este confronto. Principalmente quando vem de dentro.
Se você tiver amor e consciência verá luzes fluindo do seu eu, aí poderá dizer, eu vi Deus.
Cada consagração tem seu preço e seu valor. Nada acontece ao acaso. Ninguém pode julgar uma missão sem antes conhecer seus mistérios. Como aqui ou em outra casa, tudo está nas bênçãos divinas.
Um adjunto pode alterar seu comando, como disse tia na carta aberta, pois um adjunto é um governo. Ele pode governar por amor ou pela dor.
Sejam felizes e larguem mão de tantas dúvidas filosóficas.
Sejam simplesmente um jaguar.
Vou ter certeza da condição deste mestre consagrado quando o vir na sua missão
Salve Deus!
Adjunto Apurê
An-Selmo Rá
30.10.2019

× Contato!
Pular para a barra de ferramentas