UNIVERSIDADE DE MAYANTY

De uma brancura alva com seus convidados para a colação de grau.
Eu fui convidado para esta formação e ao chegarmos, de cima, se via o complexo enorme brilhando no meio do mundo espiritual. Parecia somente ela existir num mundo a ser descortinado. Fomos descendo bem devagar, sem criar contraste, até pisarmos neste lado da vida. Olhei agora de baixo para cima, esta Universidade brilhava com suas colunas majestosas e admiradas. Pelo lado de fora como se fossem alpendres a luz da prata. Muitos espíritos aguardando a abertura, convocação, chamado para receber seus diplomas. Era dia de se tornarem aptos para assumir suas missões de levar a ciência ao ponto mais elevado.
Como convidado eu senti muito respeito pela valorização humana e espiritual. Nunca vi algo tão bonito, porque somente estando lá para saber, conhecer e vislumbrar.
Aos poucos fui me integrando ao sistema e vestindo a beca via o entusiasmo daquele povo.
Cheguei de volta trazendo em meu coração a chave da minha vida iniciática. Tudo perfeito, sem exageros, sem fomentar vaidade, acumulando diretrizes para a nova era.
O sistema se sustenta e não é volátil, estamos criando novos parâmetros de dissipação do conteúdo sem alterar sua química.
O efeito espiritual sobre a matéria. São múltiplas reações in-loco que se desprendem de um lugar para outro.
Eu estava vendo as fusões eletromagnéticas em ação e na reação. Seremos atingidos diretamente em nosso sol interior pela concentração mental.
Cientistas da nova era não percam tempo com coisas supérfluas, olhem vossas identidades e assumam seus papéis nesta roda viva.
Aquele que não for chamado ficará para a próxima oportunidade.
Salve Deus!
Adjunto Apurê
An-Selmo Rá
23.10.2019

× Contato!
Pular para a barra de ferramentas