MORTINHO

Será que os mortinhos aprenderam o caminho.
Chegamos em casa pelas 3h30m da madrugada vindo de Curitiba. Na entrada do vale um homem nos esperava, um mortinho daqui mesmo de perto. Entramos para dentro, mas lá de onde ele estava começou a vibrar tanto que me atingiu mentalmente.
_ Eu sou o Magaton! Lembra de mim!
_ Sim! Te reconheci pela sua aparência!
Ele estava sem camisa, magro, sem energia.
_ Eu vi a luz que brilha aqui! Eu recebi muitos convites em vida para vir nos trabalhos, mas minha cegueira desviou meu caminho! Esta luz prateada, cor da lua, me atraiu! Aqui tudo brilha, uma claridade que não queima nos olhos!
Ele estava sendo atraído pela mesa evangélica. Chamamos de anodização.
Falamos mentalmente até que eu atravessasse o portal e lá visse o que ele via. O templo estava prateado e ao redor a luz tenra iluminava o vale todo.
_ Agora eu sei como é lindo este lugar! Fui um tolo em não vir em vida!
_ Salve Deus! Agora é tarde para chorar o arrependimento! Você está preso ao seu túmulo ainda! Deverá seguir para Deus e acreditar nele para merecer sua passagem!
_ Há! Eu ficava ali rondando minha casa! Casa dos amigos, de quem eu sentisse saudades! Mas não ia longe e voltava para casa! Ninguém me via ou ouvia, isso é revoltante, deixei meu mundo sem levar nada dele!
Salve Deus!
O deixei ali na pracinha do vale sentindo os efeitos da mesa evangélica. A mesa é como um ímã, uma força magnética tão grande que puxa os sofredores.
Por isso eu disse que os mortinhos estão se apaixonando pelo vale. Aqui na terra o templo tem uma visão fixa, mas no plano espiritual é tudo diferente.
Como deste homem que desencarnou muitos anos atrás e somente esta madrugada teve coragem de chegar. Na terra ninguém se lembra dele, esta enterrado junto com suas lembranças, mas o espírito está vivo.
Engraçado que somente nos lembramos dos mortinhos quando eles se encostam no nosso caminho. Este não faz parte da minha missão, morava aqui perto do vale, num conjunto habitacional. Ficou por ali na pracinha do templo até a próxima abertura da mesa.
Salve Deus!
Adjunto Apurê
An-Selmo Rá
22.10.2019

× Contato!
Pular para a barra de ferramentas