RABINOS

RABINOS
A vida é uma grande bênção.
Chegaram aqui muitos rabinos, homens de preto, barbudos, com aquelas túnicas pretas. Vieram me conhecer para se convencer que há comunicação entre planos. Estes espíritos ainda estão presos a sua dimensão, são estudiosos dos efeitos transitórios.
A maioria dos encarnados que desencarnam perdem a noção do seu tempo, ficam variando na memória tentando se descobrirem.
A maior dificuldade é se compreenderem na razão do porquê. A vida coexiste de forma complicada, pois são amparadas pelo perispirito. Um perispirito penetra na dimensão ausente do físico trazendo desconforto, assim como um encarnado penetra na outra dimensão trazendo lapsos da memória astral.
Então, ao chegarem aqui comigo, a intenção deles era estudar esta mediunidade diferenciada para atender as suas necessidades. Querem penetrar nas dimensões pela mediunidade. Pelo que eu vi queriam que eu fosse escravo de seus estudos, ou sei lá suas intenções, mas o ambiente pesou.
Homens desprovidos de amor usando dos conhecimentos que adquiriram a milênios neste lado esquecido.
Existe um portal que abre as comunicações interplanos e um deles está comigo. A vida se torna difícil para conviver com os efeitos da vida paralela, somente quem tem esta abertura pode compreender seu próximo.
Reuniram-se a minha volta, muitas perguntas com curiosidade, parecia uma sabatina. Respondi somente o necessário, pois quem conhece o pulo do gato se preserva.
Vi quando partiram sem se despedir, pois nem tudo ouviram, não há possibilidade de me usarem como cobaia. Eu não sou escravo de ninguém e ninguém vai me amarrar pelo interesse de se promover.
Vejam, vou contar uma passagem que ocorreu ontem no templo. O médium apara estava trabalhando quando se formou um duto em sua cabeça. Eu vi que vinha de fora, da porta. Fui conferir, a mãe deste mestre estava parada na porta mentalizando seu filho, ela o aguardava para ir embora. Formou o canal sensorial. O mestre ficou passando mal e saiu mal, só foi melhorar depois que levou sua mãe embora.
Aparelhos comunicativos que não refletem as ondas mentais se tornam aflitos com a dispersão do pensamento.
Assim é a vida do jaguar, cheia de impactos das histórias vividas.
Salve Deus!
Adjunto Apurê
An-Selmo Rá
14.10.2019

× Contato!
Pular para a barra de ferramentas