ALBERGUES FECHADOS – Parte dois

ALBERGUES FECHADOS – Parte dois
Uma experiência vale por muitas vidas.
Voltei onde havia deixado aquele espírito e agora o entreguei para a responsável do albergue. Pela ficha da reencarnação fiquei sabendo o motivo dele estar nesta condição. Ele fora abortado várias vezes e revoltado assumiu um carma familiar, cobrar de sua mãe até as últimas consequências. Nesta última encarnação ele trouxe sequelas de ódio e pediu a Deus para voltar com uma síndrome.
Fazendo uma relação entre responsabilidade e irresponsabilidade, estas anomalias que estavam acontecendo na terra de crianças nasceram com problemas genéticos era justamente para acolher estes espíritos abortados. Assim daria a eles o direito de cobrar carmicamente. Este irmão vai passar pela cura, porque o trauma foi muito grande.
Ao ser recolhido pela irmã responsável por este albergue ele foi levado amparado para dentro. Eu não entrei, fiquei na entrada conversando com ela.
_ O que aconteceu que todos os albergues estavam fechado!
_ Haviam rumores que espíritos das sombras estavam planejando atacar! São espíritos sem nenhum principio cristico, cavalgam em busca de vítimas, eles não aceitam doentes, eles estão ampliando seus exércitos!
_ Então foi por isso que não pegaram este irmãozinho!
Sem respostas, até porque ele ficou do lado de fora destes grandes muros sólidos e magnetizados.
As encarnações de muitos espíritos que foram abortados se deu num ciclo perigoso, porque houve uma distorção fecundal de um vírus propagado na terra. Como sempre tudo se esclarece quando temos conhecimento da verdade.
Este vírus foi criado nos laboratórios da negra dimensão e espalhado em certas regiões da terra. A espiritualidade reagiu, mas aproveitou para dar uma oportunidade a estes espíritos de reencarnar e refazer um pouco a sua vida, tal era a revolta deles. O impacto do aborto trouxe consequência para aquele espírito que nasceria pelo amor. Ao ser retirado a força da sua dormência não teve chance de acordar do seu sono cultural. Por isso ficou abobalhado. E agora, já mais adulto deverá ser curado e reintegrado aos planos de Deus.
Ao voltar senti uma energia diferente, algo muito triste, ainda não sei dizer ao certo. Eu preciso abrir meu comando para desfazer e refazer meu aleda. O equilíbrio de nossos espíritos está na chamada dos grandes iniciados.
O que seria de nós se não estivéssemos nesta missão. Onde estaríamos hoje, talvez num boteco, num hospital, num hospício, num presídio ou num cemitério. Ou estaríamos em casa sendo sovados pelo carma que cobra centil por centil. A terra é linda e maravilhosa para quem compreende a sua necessidade.
Somente os corajosos tem assumido esta missão junto a Seta Branca e a estes o Pai dará tudo o que necessitarem. É muito lindo quando um missionário tem a missão em dois planos. Ele não fica resmungando somente terra, mas se ilumina pelo céu. Geralmente quem tem sua porta fechada pelo céu acha motivos de aparecer dentro das confusões terrenas.
Os errados sempre irão buscar os erros, porque fixaram muito seus pés nas areias do deserto.
O dia que cada um destes que se dizem certinhos tiver a oportunidade de se ver livre das amarras físicas materiais darão valor ao conhecimento da vida fora da matéria. Enquanto isso não acontece viverão se caluniando, se enfrentando, como se tudo soubessem.
O jaguar deverá assumir seu papel de enfermeiro e cumprir com sua obrigação de elevar espíritos para o canal vermelho.
Tenham um bom dia de paz e esperança.
Salve Deus!
Adjunto Apurê
An-Selmo Rá
27.09.2019

× Contato!
Pular para a barra de ferramentas