BRASIL, ARGENTINA, CHILE

BRASIL, ARGENTINA, CHILE
A força vira de cima, dos Andes, para atuar em cima do corredor da morte.
Estive andando por este caminho e o que vi me deixou apreensivo. Alguns espíritos estrelas umbrais estão hospedados nesta região. Estão começando a acordar e trarão muita desilusão aos terráqueos. Eles haviam desencarnado sem consciência da morte, não sabiam nada sobre a vida espiritual, estavam num tipo de transe psicótico.
O tremor das entranhas será como um sino badalando em seus ouvidos. São generais de grande periculosidade.
O caminho é difícil pois passa pelo sopé da cordilheira se arrastando como cobra através das fendas.
Este corredor se liga no final do Brasil ao inicio do Chile. Argentina está bem no centro das atenções. Quando saí pela porta dos fundos e naveguei por cima das cordilheiras chegando na porta da frente o arrasto será a antecipação dos fenômenos. O céu deverá tomar posição direta nesta linha retirando deste corredor os casulos criados pelos espíritos. A força será enorme para defender a terra das invasões milenares.
Eu vejo, mas não mexo. Eu sou simplesmente um viajante que gosta de conhecer, de estudar, de compreender. Sabe da história dos descobridores do universo, das galáxias, que navegavam pelo destino sempre buscando novas aventuras. A terra era como um porto de comércio. Ancoravam seus transportes por um tempo, trocavam mercadorias, não a prata. A prata era o dinheiro dos senhores dos destinos.
Eu via aquele brilho prateado cintilando nos convés, ninguém tocava, ninguém pegava. Toda mercadoria se trocava.
Alaba dos senhores dos destinos. Vejam a importância deste trabalho que nos rege pela espiritualidade. Ter contato com estes descobridores do universo. É uma bênção que recebemos dos espíritos mais antigos que passaram pela terra.
Mas, voltando ao assunto, não sei o que vai acontecer, eles não falam, até porque não sabem as atitudes dos estrelas. Talvez acordem para a realidade ou partam para o confronto.
A cordilheira vista de cima é linda. Pude apalpar a brancura como um véu cobrindo seus altos picos. Voltei, estou em casa, meu porto seguro.
Salve Deus!
Adjunto Apurê
An-Selmo Rá
17.09.2019

× Contato!
Pular para a barra de ferramentas