PAI JOÃO DE ENOQUE

PAI JOÃO DE ENOQUE
Estou em uma missão fora do templo e de repente pai João chega aqui pedindo permissão para o vice presidente abrir um trabalho especial. Eu até nem sabia o motivo quando recebi uma mensagem que estavam precisando abrir um trabalho de emergência.
Todos sabem da responsabilidade do registro espiritual, todo trabalho precisa ser registrado junto ao adjunto para que o Ministro se posicione na proteção do trabalho.
Daqui onde estou fica difícil retornar ao templo, mas o Ministro Apurê já tomou conta de tudo.
Vejam bem, meus irmãos, a espiritualidade respeita muito a força de uma hierarquia, por isso o preto velho veio pedir permissão para abrirem o templo e atender quem precisa.
O adjunto é um governo, ele comanda uma força, um poder, e ele deve ter todo cuidado para não se afastar da sua cultura.
Eu autorizei abrir o templo e fazer a caridade.
Vamos ver, estou lá, estou vendo. A nossa missão é o nosso sacerdócio.
Salve Deus!
Adjunto Apurê
An-Selmo Rá
12.09.2019