ISAURA

ISAURA
continuando com o fato do shopping, esta noite eu tive respostas.
Mas antes de entrar no mérito eu queria expor algo. Um grande impacto se deu na esfera espiritual mexendo com os sete reinos. Algo tão poderoso ou grande que atingiu até a lua. A terra chegou a tremer e muita poeira levantou.
Conforme vou vendo vou relatando os fenômenos.

Eu estava voltando de um lugar escuro quando passei por uma jovem morena e branca, translúcida. Passei e não havia mais ninguém, estava tudo deserto, quando ouvi um pedido de ajuda.
_ Senhor! Me ajude! Estou com medo!
Parei, olhei para trás e a moça me alcançou. Ela veio e pegou no meu braço com sua mão gelada, parecia morta.
_ Meu nome é Isaura!
Isaura, a pomba gira. Ela estava se passando de coitadinha para prender minha atenção. Eu já me armei, eu sabia que ela estava tentando me seduzir. Virei para ela e disse, minha irmã, eu sou filho de Seta Branca. Pronto. Acabou ali aquela mistificação. A jovem que não era tão jovem se transformou na mulher sagaz e violenta.
Gargalhadas ecoaram pelo espaço como se não tivesse nem aí para quem eu era. Só que não funcionou a sua investida.
Ela soltou meu braço e sumiu na escuridão. Este espírito veio na minha sintonia desde o shopping, foi lá que ela tentou me persuadir.
Tão logo voltei para casa com a mente tranquila se preparando para a missão do dia.
Aquele enorme shopping é meio cabuloso pois divide espaço com os mortinhos de outrora.
Salve Deus!
Adjunto Apurê
An-Selmo Rá
31.08.2019

× Contato!
Pular para a barra de ferramentas