HISTÓRIA REAL

HISTÓRIA REAL
Uma ninfa lua e outra sol desenvolveram aqui no templo, aí um outro presidente arrebanhou elas para seu templo. Sabe aquela disputa de poder, de ter povo. Eu nem liguei, cada um sabe por onde caminha. Passou alguns anos e as duas vieram pedir ajuda para mim, para retirar um obsessor da ninfa lua. Eu não carrego maldade e fiz um trabalho desobsessivo para elas dando oportunidade do obsessor vir falar comigo. Depois de uma longa conversa ele saiu do caminho. E o que eu levei, nossa, saíram falando mal de mim, só porque eu as ajudei.
Lembrei das palavras de Humahã, é melhor que saiam de perto de ti desacreditando em Você do que desacreditando neles mesmos.
Nunca mais tive notícias, mas sei que a gente recebe uma grande gratidão de Deus, e não dos seres humanos encarnados.
A vida nos ensina pelo amor ou pela dor. Eu prefiro pelo amor.
As duas, se lerem, saberão do que falei. Mas cada qual escolhe o caminho do seu roteiro, do seu merecimento. Eu jamais vou prender alguém aqui comigo só para fazer média com outros. Acho que as afinidades constroem a felicidade. Aqui quem caminha junto são aqueles que já estavam comigo.
É muito complicado este negócio de tirar mestres de um continente e fazê-lo assumir outro. Os Ministros se respeitam. O Mestre vai ficar sem assistência do ministro raiz e nem do outro que ele quis seguir.
Respeito, coisa que a terra não compreende.
Salve Deus!
Adjunto Apurê
An-Selmo Rá
22.07.2019

Leave a Comment

× Contato!
Pular para a barra de ferramentas