SEGURE O QUE É TEU…



SEGURE O QUE É TEU

Salve Deus!

Nós somos espíritos encarnados dentro de uma situação que nos confronta dia-a-dia com nossas existências.

Nesta grande viagem de reformulação do nosso carma deixamos laços que se aprofundam em cada coração.  Um dia nós somos um, outro dia somos outro e assim vamos ajustando e reajustando conforme se define a programação.

Esta noite o conflito de interesses chegou ao máximo de preocupação, porque os espíritos não se aceitam dialogar, eles não reconhecem a palavra perdão. É mais fácil um sofredor desencarnado perdoar a que um encarnado fazer o mesmo, dizer eu te perdoo.

Minha casa havia alguns espíritos vivos deslocados de seus físicos. Eles estavam aqui me deixando nervoso com suas presenças, porque eles chegam e logo vão se manifestando, dando ordens, impondo suas vontades. Esta mulher veio de longe, trouxe uma criança junto, uma menininha, qual foi colocada como ponto de interferência. Eu a conheço, ela é deste amanhecer, mas não trabalha comigo na terra. Tem a missão em outro templo, mas não sei se ainda é ninfa sol.

Foi uma noite chata, porque eles queriam nos dominar com suas ideias de tudo correto. Vejam que nem no mundo espiritual tudo é perfeito, há arestas ainda sendo trabalhadas para deixar um pouco menos sofridas. Quando assumimos esta missão foi de nos preparar para os eventos que chegariam, sim, jaguares, assim na terra como no céu, disse Jesus. Não pensem que lá é tudo perfeito, se fosse não estaríamos nesta fase delicada da evolução.

Quando eu digo espirito vivo é porque ele ainda está encarnado, ainda sob o seu julgo. Pode ser cristão ou não, pode ser sem fé ou não, mas está ali materializado. Um espirito materializado pode ser encarnado ou não, porque os espíritos desencarnados vãos se materializar pelo ectoplasma humano. O processo é diferente, o incipiente usado é o nosso corpo, nós daremos a formulação deles chegarem a nossa crosta. Vai ser minutos, pois esta energia queima pelo sol. Somente a noite haverá uma maior apresentação, sem a força do sol o ectoplasma durará mais tempo.

Nós emitimos diariamente esta energia que se desprende do nosso físico e vai evaporando sem que a pessoa note. Muitas vezes pelo suor, pela ingestão de bebidas, pelo uso de produtos que aceleram o batimento cardíaco. Desassimilação pelos poros do excesso de energia. Quando você faz exercício físico está ajudando a eliminar esta energia pela corrente sanguínea. Nós somos produtores do ectoplasma e ele deve permanecer em níveis equilibrados para não desequilibrar o sistema nervoso. O trabalho mediúnico tem este beneficio de horizontalizar a balança.

Voltando ao assunto. A ninfa sol estava aqui na minha cozinha e a criança no quarto. Uma vez Tia me disse: Meu filho cuide do que é teu. Sim, muitos espíritos são oportunistas e só querem saciar os desejos deles. Eles saem de seus esconderijos e vão se alinhando aos seus compromissos, e como ela não está manipulando seu espirito está procurando um meio de fazer isso.

Só que quando um espirito chega, ele não vem sozinho, ele trás a sua bagagem junto. A energia fica se alternando, dando estalos na casa toda. É um choque de energia estática, acho que muitos já ouviram estes procedimentos atuando em suas casas. Estática porque é físico, sim, um ambiente saturado de cargas negativas ou positivas ao deparar com outra fonte de energia se chocam. Aqui eram cargas positivas que entraram em desarmonia. A energia é neutra: exemplo, quando você pega algum material plástico e esfrega em um tecido de lã, ao passar por cima de papeis ele gruda. Aí ela passou por uma transformação e se tornou outro tipo de energia. Assim somos nós que geramos campos de forças conforme nosso padrão. Se gerarmos um tipo de energia podemos absorver outro tipo de energia. Se gerarmos energia negativa a negativa vai ser atraída. Nossa aura é um campo de energia, só que ela é neutra, mas nosso físico a transforma. Por isso o templo é essencial para transformar esta energia ou desassimilar.

Muitos pensam que a mediunidade é transitória que nada acontece. Pelo contrário, ela é mais consistente que pensam. Geramos um campo de força que se alterna na perpendicular, pelo interoceptível, desagregando através dos milhares de sensores a sutileza da vida. Já no espirito é diferente, a película é tenra e suave, mas pode se agregar a outras fontes de energia. Quando Seta Branca vem nos trabalhos da para perceber esta transição, transformação, porque a energia é catalisada de forma direta. Eu nunca havia percebido esta diferença pelo canal sensorial. Ele reequilibra somente de estar ali junto. Nosso sol simétrico, sol interior, recebe uma luz tão forte que apaga as cargas desiguais.

Quando a grande nave está bem em cima do templo gerando forças e sustentando a divina presença nós estamos aqui na terra recebendo as mais diversas realizações. O homem está ignorando estas apresentações vendo somente terra, sua visão ficou escura e com olhar abaixo da linha horizontal as pedras machucam seus pés.

Hoje temos uma amacê em cima do templo. Ela está nos guiando, nos trazendo do bom e do melhor.

Salve Deus!

Adjunto Apurê

An-Selmo Rá

24.04.2019

Leave a Comment