ESCURIDÃO…

A ignorância humana é a pior escuridão do mundo.

Aquele espirito que ficou parado de costas para a cruz representa o mundo da escuridão. Ele representa cada coração desta terra em busca da realização material, dos sonhos da ilusão, da morte sem fronteiras.

Eu sou luz, todos são, mas a fera da noite está solta buscando os confrontos das inverdades infernais. Quem não o vê fica a merce de sua idolatria conjurando o verbo matar com palavras que caem na ponta dos pés. Enquanto isso a noite vai assumindo controle da lua que não brilhará mais.

Eu estive neste caminho nesta viagem e vi como será o amanhã sem a luz de Jesus. Coisas terríveis irão acontecer, coisas que o homem da terra perderá a sua unica oportunidade de ser feliz, diferente, de ser honesto consigo mesmo. Este mesmo homem será enganado por sua própria sombra.

Cheguei com medo do que vi, do que representa estas noites escuras sem a luz. A reação destas forças está no anonimato dos pensamentos, pois elas irradiam o descontentamento, a frieza da luta, a perda da dignidade. A falta de correspondência entre a certeza e as incertezas de estar no caminho certo, e mais, a troca dos valores primordiais do amor.

Quando este espirito me chamou para falar com ele eu tive medo, sim, tive medo de não poder mostrar a luz, pois as noites escuras estão invadindo o solar das mentes que confusas estão seguindo outras direções. A terra voltará mil anos, irá regredir na aspiração do eu na matéria.

Será que todos não veem e não escutam a divina mensagem. Será que sou só eu que luto para trazer as noticias. Os mentores estão acautelados em seus mundos dinâmicos, estão formando legiões de espíritos invocando a luz da sabedoria para descer sobre as mentes atormentadas. Se eu sou luz, você não pode ser escuridão. Se eu for escuridão, então, seja luz.

Eu não fui ao encontro dele, porque as feridas da morte são chagas indestrutíveis que avançam covardemente aliando e aliciando as mentes da ignorância humana. O cerco foi montado, eu estou no centro desta convenção, estou lutando com minha escrava, meu povo e minhas forças para não deixar morrer a esperança. Quando a esperança se for nada mais restará para nos socorrer.

As noites mais escuras que vi nada oferecem a não ser a destruição do amor, da bondade, da evolução. Lutem, lutem para não se deixarem contaminar, pois aquele que tiver a semente do mal será devorado pelos lobos. A fome, a peste, as epidemias, as dores da revolta. É isso que este mundo vos oferece, porque ele vem enrustido de basto brilho, ouro e prata, mas são ilusões mentais. A fonte do deserto secará e todos vão perecer pela sua ignorância.

Estou lutando para não deixar que nada ofereça perigo aos meus, mas que eles também não esmoreçam diante da batalha. Se todos ficarem sem direção não haverá porta que se abra para lhes oferecer abrigo.

Pedi a Jesus que me de forças para seguir em frente. Não vou desistir, estou com minha espada, estou com meu acervo, estou com minha mente aberta. Cada um tem seu acervo guardado em seu peito. Se a sua condição não lhe mostra quem você é, mostre ao mundo para que eles se convençam.

A escuridão mental está formando castelos na orbe planetária. Eles vão cair pelo impacto das forças magnéticas, pedra por pedra, não restará um grão de areia sequer. Vai ser a luta final, a descompensação atmosférica. Sem gravidade todos levitarão, a terra então entrará no seu quinto ciclo.

Este terceiro plano viverá a pior escuridão e quem criou tudo isso fomos nós mesmos. Lute enquanto tem tempo para mostrar a sua verdade, lute para não cair nos desmandos das inverdades infernais. Deus nos deu a nobre missão de escalar os mais altos comandos celestiais e por isso esta invasão ainda não aconteceu.

O espirito ainda continua se servindo do cordeiro para aliciar as mentes doentias.

Eu sou luz, você é sol e lua, então formem seus quartéis e espantem a fome, a peste, as epidemias, a morte, reajam, pois os cavaleiros do apocalipse tramam na calada da escuridão da noite seus ataques.

Salve Deus!

Adjunto Apurê

An-Selmo Rá

06.10.2018

,

Deixe uma resposta