PLANTÃO ESPIRITUAL…

Salve Deus!

 

Conforme descrito anteriormente, a visão do plantão espiritual que destaquei começou esta noite.

 

Os espíritos têm livre acesso ao templo em seus desdobramentos. Foi, como vi, eles chegando e trazendo objetos, coisas pessoais, para serem desintegrados. A falta de conhecimento os levam a crer que pelos objetos, fotos, roupas, coisas pessoais podem chegar a pessoa que amam, que odeiam, que precisa receber um corretivo.

 

Quando eu abri o templo, de madrugada, espíritos encarnados chegavam translúcidos, opacos, sem energia, e iam deixando aquela carga no solo sagrado. Ali não era para isso, mas como prever esta condição se eles vinham pela primeira vez. Gente de todos os lados cheios de fantasias, alicerçados pela crendice popular.

 

Com isso eu percebi que o trabalho de desmagnetização do solo sagrado é muito importante, porque ajuda a desintegrar o ambiente tornando mais fácil a movimentação das energias. O fenômeno das lanças magnéticas em favor da nossa missão.

 

Por último chegou aqui um mestre que vive entrando em conflitos com o templo, com a casa de Seta Branca. Só que desta vez ele veio com sua mulher, ninfa, pedir ajuda para vender sua casa e ir embora da cidade. Ninguém poderia fugir da responsabilidade por medo de seus atos inconsequentes, mas, como se diz, escreveu, não leu, responda.

 

A missão é algo simples, basta ter amor, muito amor para não cair em tentação de exorbitar no seu lema de hierarquia. Muitos jaguares estão cometendo deslize moral espiritual e ainda socialmente na terra se contaminando com a vaidade. A estes pouco se pode fazer, porque se acham acima das leis e sem amor algum não respeitam os ditames da própria evolução.

 

Como dizem nossos mensageiros do astral, a vida cuida deles. Mas o que mais nos interessa é como anda a nossa escalada. Somos mestres ou somos escravos. Coragem, liberdade e caridade. Pelo que vejo ultimamente não existe mais esta lei de Rainha de Sabá, o que há é olho por olho e dente por dente.

 

Com o primeiro plantão espiritual que eu comecei deu uma abertura maior para os espíritos. Vamos levar este plantão adiante com a chegada de mais adjuntos, com muito amor e respeito. O templo em sua transição pelo tempo e espaço é uma casa de recuperação e sendo esta finalidade deve estar sempre habitada. Os adjuntos começam a responder pelas suas confissões, não na terra, mas no céu. A chamada começou lá atrás e com a reformulação doutrinária do sol interior os MInistros começam a chamar na razão seus filhos.

 

Tudo isso começa a gerar um conflito do eu interior, até porque o eu exterior não fica sabendo de sua justificativa perante as forças divinas. O segredo de sua vida está na sua morte. É preciso morrer para renascer, disse Jesus. Mas o significado destas palavras é o *sincretismo religioso que absorveu demais cultos ao cristianismo. Cristo, Cristão.

 

Assim foi o primeiro plantão deste inverno. As forças reagem em conformidade ao nosso caminho e a nossa condição de entender os ditames da cultura. O trabalho de desmagnetização do solo sagrado será feito em favor da limpeza do templo.

 

Salve Deus!

Adjunto Apurê

03.08.2018

Adjunto Apurê

An-Selmo Rá

 

*Sincretismo é a absorção de um sistema de crenças por outro. Isto ocorreu, por exemplo, quando o cristianismo absorveu e adaptou conceitos das religiões da Europa, moldando-os de acordo com os interesses da Igreja Católica numa tentativa de facilitar a propagação da religião cristã no continente europeu. Um exemplo é a festa cristã do Natal, originalmente uma festa pagã que celebrava o solstício de inverno e o nascimento anual do Deus Sol mas que a Igreja Católica transformou na atual celebração do nascimento de Jesus Cristo.

O monoteísmo, tal como se desenvolveu ao longo da história, é um caleidoscópio de legados monoteístas, dualistas e politeístas que se misturam sob um único conceito divino. O cristão típico acredita no Deus monoteísta, mas também no Diabo dualista, em santos politeístas e em fantasmas animistas. É a aceitação simultânea de ideias diferentes e até mesmo contraditórias e a combinação de rituais e práticas tirados de fontes diferentes.

, ,

Deixe uma resposta