DINASTIA…

Salve Deus!

 

Vocês já pararam para saber qual a dinastia de sua origem.

 

Vendo os quadros que se sucedem pela imensidão do astro cósmico que regula suas presenças neste planeta em um espaço vazio. A imensidão que flutua entre as imagens e as ilusões criadas pelos pensamentos nos leva a crer na viagem fora de nosso sistema universal. Chegamos até aqui pelo retorno de nossa compreensão, mas que fechada no seu involucro não reage ao conformismo. Por isso buscamos respostas, buscamos coincidências que nos devolvam a nossa memoria perdida.

 

Eu estava trabalhando, reagindo ao conformismo cristão, sim, temos uma ciência para enaltecer nossos compromissos, mas a cegueira religiosa nos bloqueou muitos milhares de anos na evolução do homem luz. Quando eu recebo uma presença eu alinho a minha individualidade com a visita em especial de nossos conterrâneos.

 

Eu estava sentado aqui no minha sala quando uma forte vibração sentou em minha cabeça. O sentido mais profético esta reação seria de correr o mundo para se livrar, mas deixei-me quieto, e assim o espirito saiu em busca de respostas. Cheguei à dinastia egípcia, um lugar a esmo, terra seca, deserta, sem água, sem comida, sem nada. Olhei em volta e da miragem saiu um enorme castelo de brilho opaco refletindo a luz solar. Aos poucos aquilo tudo foi se tornando grande e pela imensidão da ocupação me dei conta que era uma cidade.

 

Os grandes equívocos da materialização do sonho, que por Deus adotamos ao convívio de não desfazer das imagens surrealistas. Um grande sacerdote, um grande imperador, sim, estávamos no velho Egito, mas aqui mesmo no meu sofá de casa. As memorias guardadas na penteadeira do eu interior.

 

No templo, com Pai João de Enoque, imperador do Egito, eu fiquei a vontade para restabelecer a cultura dos faraós. Quando um espirito chegou e não podendo fazer sua passagem no apara ele foi elevado pela força de um preto velho. O mesmo imperado na linguagem brejeira, agora com os poderes infinitos da sua simplicidade e humildade.

 

O espirito então não ultrapassou sua linha imaginária, sim, jaguares, quando se forma uma força desobsessiva nós agimos de forma a não permitir a infiltração de correntes negativas. Agora, quando existe uma verticalização de baixo para cima nós ficamos abertos com nossa capitação e capacitação de receber estas distorções alimentadas pelo ego.

 

Não somos robôs, temos um pendulo que rege nossa vida, nossos sentimentos, e nossa cultura. O conhecimento que recebemos além desta cultura só pode vir paralelamente ao desenvolvimento mediúnico. Eu vejo aqui muitos médiuns explanando suas ciências, com altruísmo explorando a ciência sem mérito próprio. Ser altruísta requer muita abnegação, ser solidário e não pensar somente em si mesmo.

 

Quando o imperador do Egito veio na forma de uma luz branca, ele veio para mostrar que nossos mentores são altruístas e não buscam recompensa alguma pela caridade. Eles não precisam dos costumes cotidianos, eles são livres como o pássaro que voa na escuridão da noite sabendo agora onde pousar.

 

A dimensão que trabalhamos é canalizada pela forma primitiva da terra e para eles que já viveram esta condição superficial conduz o homem no paralelo de sua atitude. Quando uma janela temporal se abre é como se dois planos executassem a mesma diretriz. Não há barreiras, pode haver uma distorção, mas é corrigido pela força comutadora entre dois polos.

 

O espirito milenar que aqui estava foi simplesmente desligado em um dos polos. O outro ficou reagindo na força permanente, sob a atenção da espiral, ou duto, que estamos trabalhando.

 

Vejam como a ciência esotérica é uma aliada da nossa missão, porque podemos receber uma força negativa ou positiva, mas sabemos que elas podem nos desequilibrar. A neutralidade do ser na força cabalística nos seduz perante o grande espetáculo de luzes que desprendem pela nossa consciência.

 

Ninguém é santo, mas também não é demônio. Somos expectadores da conduta de um povo ainda perdido em sua busca. Dinastia. Quem são todos que partem de um principio buscando arregimentar sua decisão. Agravando e desagradando.

 

Salve Deus!

 

Adjunto Apurê

An-Selmo Rá

10.06.2018

 

Sair da nossa lista:

Receber/Deletar

, , ,

Deixe uma resposta