QUATRO PODERES…

 

Salve Deus!

 

Simplicidade que nos fez iniciáticos.

 

Os quatro poderes que originalmente formaram este mestrado dentro desta hierarquia foram: Mestre sol e luz, ninfa lua, mestre ajanã, ninfa sol. Tudo que foi trazido pela clarividente foi embasado nesta disciplina mediúnica. Se não houvesse estes médiuns não chegaria a ter a classificação, então, deem valor a si mesmo e não esqueçam que a peça chave de uma missão são vocês. Não existe comando sem comandados, não existe trabalho sem o povo, não existe hierarquia sem a presença.

 

Muitos templos estão precisando da força de um mestre que tenha em seu peito o cruzamento da sua espada. Templos que estão começando agora a sair do papel, dos pensamentos, e formando suas estruturas.

 

Não mexam com mais nada, deixem que a espiritualidade tome de conta dos desvios de conduta, entreguem nas mãos do executivo deste amanhecer. Quem dever será cobrado. Eu, na minha simples analogia, simples doutrinador, como sempre Tia me pediu, porque quando somos pequenos nossos corações estão abertos. Quando crescemos na vaidade nosso coração não tem espaço para a finalidade da nossa história.

 

Lembro ainda quando Nosso irmão pediu para ir embora, porque ele pressentia o desvio da conduta edificadora do amanhecer. Pediu ao executivo que o levasse deste plano para que ele não se endividasse com o que iria acontecer. E assim, foi feita a passagem, para que seu espirito não se desvirtuasse da memória astral.

 

Ele era meu conterrâneo aqui do Paraná, sua família ainda mora aqui, ele era muito prestativo e sabia respeitar o povo que batia em sua porta. Sempre dentro da razão condicional, mantendo a dignidade, o respeito dentro da emoção, nunca manchando os caminhos por onde passou. Mas de uns tempos tudo mudou, houve a cisão, houve as manifestações contrarias, e a erva daninha havia ramificado pelas arestas da verdade, desvirtuando o sentido da profecia de uma líder.

 

A tomada do poder, como sempre a história registra, é algo que trás consequências para o espirito que se torna ditador e pela tirania começa a implantar seu regime. Militarmente somos a contingencia de um poderoso exército com suas armas impregnadas no coração que pela desmistificação superamos os conflitos sociais.

 

Não vale a pena gastar nossos créditos dando carga aos oportunistas de plantão. Quanto mais interferimos na sua conquista, mais ele cresce em desrespeito aos desejos de uma missão voltada a caridade pela simplicidade. Tia falava, sem hierarquia não há ascensão, sim, mas quando se trata de uma disciplina pela conduta moral, sem vícios, sem interesses, sem moldar o que já estava moldado. Barro seco quebra.

 

Os quatros poderes que resultaram nesta abertura tridimensional trazendo para este caminho as forças de um mundo dinâmico invisível e honesto. Tem gente que ainda está dormindo em suas missões pelos mundos espirituais. Mesmo sem acordar ainda serve para transmutar seu plexo para a caridade sem fronteiras.

 

Eu sinto tudo que se passa, sinto também que o corredor é um sistema que se aprofunda na memoria do eu na sua longínqua armadura. Coração de ferro, encouraçado, que não se permite libertar de sua esfera sólida.

 

Se liberte meu irmão de sua couraça antes que não sobre nada para enfeitar seu espirito.

 

Tradicionalmente somos aves em busca de luz que Jesus nos prometeu. Somos pequenos vagalumes de carga desigual, somos a réstia do espelho, somos a vírgula e o ponto final de uma evolução.  Não podemos dar corda ao manifesto diabólico da destruição de um comando universal.

 

Não se prendam pela justiça da terra que falha em suas decisões. Não se prendam aos costumes medievais da velha estrada, do poder pelo poder, porque nós estamos reincidindo na mesma partilha dos desmandos. Dai tempo ao tempo, porque quando a velha estrada fechar seus olhos a nova deverá ser reestruturada. Daqui um tempinho tudo vai mudar, talvez para melhor ou pior, porque não se conhece o coração que pede paz, trazendo no seu ego o ódio.

 

Eu sou visitado por muitos espíritos aqui no meu mundinho tão pequeninho que estreita suas portas fechando o espaço. Poucos se esforçam para chegar, porque ainda trazem em seus sistemas a sua dinastia. Muitos querem entrar no Oráculo sem a permissão. É como querer ter o Santo Grau em suas mãos sem ter merecimento.

 

Aonde vocês querem chegar andando para trás. Não se progride regredindo. É como se você queimasse seus bônus, porque o fogo consome a energia quebrando suas moléculas, mas elas podem ser usadas para aquecer suas noites frias. Nosso plexo é como um vulcão que queima as energias suprindo o físico. A ciência nos exemplifica o sistema, mas é no espiritual que os conceitos se edificam.

 

A formulação dos conceitos dinâmicos da variação do sistema mediúnico que chegamos nesta fase nos conforta pelo método aplicado. Não sabemos até onde esta evolução pode nos levar ou elevar, porque ainda somos principiantes neste método adquirido. O sistema distribuiu de um centro emissor para seus terminais e eles vão exaurindo pela massificação do desprendimento.

 

Para quem conhece os segredos da magia pode acelerar o instrumento até chegar à sua carga máxima onde o corpo físico aguenta. Já, quando se chega à aceleração máxima dos átomos, tudo explode. Isso pelo lado físico, porque o espirito sofre de outra dinâmica, sem aceleração ele não se prende, ele se dispersa. Olhando para seu corpo físico, embrenhando alguns milímetros abaixo da pele, ei-lo, ali ele está compactado pelo magnético físico. Você não o vê, mas pode notar a sua perfeita presença. Basta ter conhecimento de como manipular a sua presença. Uma simples técnica que nos primeiros momentos, dizem os grandes iniciados, tornar transparente a sua forma.

 

Torne seu mudo melhor com suas afirmações. Não ande para trás, já passamos a época dos cegos, agora levante tua cabeça e siga com seus conhecimentos. Deixe que as boas energias abasteçam teu sol interior.

 

Sabe meu irmão, enquanto teu sol interior irradia ódio por mim eu transformo esta energia em forças curadoras em teu beneficio. Que tua consciência seja teu juízo final. Esta mensagem é para um irmão distante que se fechou em seu intimo na luta para me destruir. Um dia ele verá o sol simétrico brilhar apagando de sua memória as contradições de sua vida. Tudo será apagado de sua lembrança. Quando isso acontecer será a resposta para esta mensagem.

 

Boa sorte aos meus irmãos que estão na luta desenfreada para trazer luz a este planeta.

 

Salve Deus!

 

Adjunto Apurê

An-Selmo Rá

31.05.2018

 

Sair da nossa lista:

Receber/Deletar

, , , , ,

Deixe uma resposta