ELITRIOS E A ÁGUA FLUIDICA…

Salve Deus!

 

A agua fluidificada não pode ter química e nem manipulada pelas mãos.

 

Geralmente estamos observando que em muitos templos está se usando a água de torneiras para a cura dos elitrios. Mas quando ela vem com cloro e outras composições, ela perde suas propriedades medicinais e exerce somente função física e não espiritual.

 

Ao subir, cada noite a gente vai aprendendo mais com este rico mundo científico espiritual, e vendo um quadro obsessivo por elitrios deu para sentir a diferença da aplicação da água de Seta Branca e Mãe Iara. No corpo físico os élitros estavam agarrados sugando a energia vital do encarnado. Quando esta água foi passada em cima do físico os elitrios bebiam dela e isso os acalmava. Outros recebiam esta água em suas superfícies e reagiam como se tivessem tomado um calmante.

 

Muitas bocas se abriam para receber esta energia impregnada na água. O encarnado então recebia também a cura pela impregnação medicinal. Quantos cânceres podem ser curados aplicando a medicina dos espíritos. Isso me deixou impressionado, porque a agua da fonte de Mãe Iara, aqui do templo, não sofre composição alguma de química. Pode ser pega diretamente na fonte e usada com muito amor. Mãe Iara prometeu para mim e minha ninfa que todos os dias antes do sol nascer ela estaria ali na fonte para abençoar e fluidificar pelo encanto.

 

Os elitrios que nunca receberam este poder magnético da cura sugam de suas vitimas o resto da energia vital. Mas quando, eles, pela primeira vez recebem esta aplicação, eles vão sendo induzidos há esperar cada dia e noite o uso pelo encarnado desta luz. Esta água, olhando pelo reflexo espiritual ela é prateada, algo muito lindo de se ver e quando ela é engolida vai descendo clareando os órgãos e tecidos do corpo. O espirito, então, ele recebe uma força que se projeta além-terra.

 

Os templos que tiverem água de poço, de córregos, de lagos devem estar atentos a este método espiritual. Não deve esta agua ser guardada em geladeira, ser vendida e usada para outras finalidades senão para a cura. Ela é uma riqueza que Deus colocou neste plano físico para que os humanos se curassem.

 

Quando usada corretamente ela se torna um ponto cabalístico, porque em diversas situações o comprometimento pela obsessão leva o encarnado ao desencarne. Os obsessores voltam a dormir embebedados pela magia. É tanta energia magnetiza nesta água que ninguém pode imaginar.

 

Quando a espiritualidade pede para o paciente ou o médium levar desta água é porque tem uma finalidade especifica. Isso não é um pedido somente, mas é a cura que precisamos além dos trabalhos no templo. Nosso lar, por exemplo, ele precisa desta energia que pode ser jogada sobre o telhado, dentro de casa e no terreno, sempre em circulo, não nos quatros cantos como o sal, mas girando levemente o corpo e borrifando a água.

 

Tem uma magia que Tia Neiva me ensinou que muda um sistema inteiro de perseguição, usando-se do sal misturado na água. Isso eu vou explicar mais para frente, porque eu já havia contado em tempos atrás. Tudo que aprendemos meus irmãos é para usar com responsabilidade e não para se beneficiar do conhecimento.

 

De 1980 a 1984 no curso que recebemos no templo de Curitiba, aonde todas as quintas-feiras, dia da magia original, ela vinha nos ensinar. Com ela a corte inteira dos grandes Avatanos surgia na aura da ninfa e assim a cultura se processava. Meus contatos com Humahã, as lindas planícies macedônicas, os campos elísios, a esfera perfeita onde o animal se torna racional.

 

De lá para cá muita coisa eu não pude revelar por questão de respeito à hierarquia que se mostrava irredutível não aceitando a evolução. Veja bem, a clarividente deixou um rico acervo de conhecimento, mas fecharam este baú com tantos cadeados que nem eles sabem onde estão as chaves.

 

O maior acervo, jaguares, está dentro do coração e não no físico. Muitos estão indos as escolas planetárias em busca da evolução. Tudo com ordem de Jesus e Seta Branca, mas ao retornarem são barrados de trazer para a terra o que aprenderam lá.

 

Valorize o mundo que estamos e o mundo que não estamos. Enquanto tiver vida há esperança, porque a morte não é um fim, mas o reinicio da procura.

 

Vamos compreender as mensagens dos mentores. Não se tornem obsessores, mas libertem-se.

 

Salve Deus!

 

Adjunto Apurê

An-Selmo Rá

.05.2018

 

Sair da nossa lista:

Receber/Deletar

, , , , ,

Deixe uma resposta