FORÇAS EM DESEQUILIBRIO…

Salve Deus!

 

Os espíritos querem fazer acordo, querem acabar de vez com esta enrascada que causaram.

 

Quando eu falo em forças desequilibradas eu digo que: quando você recebe algo que não está preparado para receber, tipo uma consagração sem ter lutado por ela. O merecimento se faz pela luta em busca da vitória, e principalmente aqui no amanhecer, foram estipuladas algumas faixas onde o mestre deveria estar enquadrado para galgar sua posição. Mas não, agora ninguém mais luta pela sua conquista, ele simplesmente recebe uma projeção na terra, mas no céu fica em aberto. As consagrações ou títulos de nobreza vêm com o tempo de casa, não pela escolha sem ver os planos divinos.

 

Foi então dito que o mestre deveria ter tanto tempo em uma classificação para receber outra reclassificação. Mas vemos que muitos receberam seus títulos pela terra e não pelo céu. Agora a vida espiritual se desequilibrou a ponto de afetar os laços físicos. Ninguém lutou pelo direito de ter. Vemos então o grande exercito de Reili e Dubali, ali temos uma real noção de como funciona as classificações. Todos são missionários e lutam pela terra, lutam pelos nossos caminhos, lutam em prol do nosso amanhecer.

 

Foi então que um espirito trouxe um contrato, um acordo, para que eu parasse de escrever e deixasse-o seguir o que ele manda. Ele manda, faz e desfaz. Eu olhei para ele e vi naquelas linhas uma escuridão muito grande, mas como digo, pedi um tempo para ler e prestar contas ao mundo espiritual. Quando falei isso em prestar contas ele tomou de minhas mãos este acordo e mudou sua feição. Ele não queria que ninguém tomasse ciência dos seus planos e por isso não admitia ser julgado.

 

A real verdade é que todos só pensam em suas medalhas, suas condecorações, porque são pessoas que não suportam ouvir. Não ouvem nem mais quem é de direito o responsável pela missão, então, muito menos eu eles dariam atenção, porque a vulgaridade do homem se tornou tão aparente que nem mesmo ele tem consciência.

 

Os grandes homens ilustrados pelas medalhas dos tolos. Ouro dos tolos, sim, brilha, mas não tem valor algum. Eu vi que este espirito está somente preocupado com a sua diretriz, ele não está calculando o desfeito que está realizando, está enfraquecendo o grande exercito, está colocando generais fracos e sem moral. Um general é aquele que veio da caserna, lapidado, formado, conhecedor das batalhas e não os que nunca empossaram uma espada e logo são colocados na frente de batalha para salvar um caminho.

 

Para um homem se tornar um comandante haveria de ter uma escola especializada para lhe outorgar a sua formação e não simplesmente por interesse. Assim não forma, mas ilude uma pessoa a viver pensando que é sem ter tido a dificuldade de chegar ao comando.

 

_ Leve de volta este acordo! Eu não assino nada que não seja reconhecido pelo Pai Seta Branca! Se ele autorizar eu assino, senão, pode esperar sentado!

 

Ele levou foi um coice, porque seu espirito caiu daqui como uma pedra em cima de sua cama. Digo coice no modo de falar, porque quando alguém está fazendo algo errado quando está transportado, ele volta tão rápido para seu físico que a cama chega a afundar, ou quando está em perigo a mercê de uma cobrança ele volta para a terra.

 

A conivência com o espúrio torna todos iguais. Aqueles que não lutaram para ter terão que se desdobrar em mil para equilibrar sua balança astral. Assim na terra como no céu, disse Jesus. Mas para que isso seja registrado junto às legiões há que ter uma estrutura calcada em fatores preponderantes de precisão do homem em sua evolução. Sem luta não há conquista.

 

Quando a clarividente do amanhecer estava em terra ela amava aquela luta do jaguar em busca de sua conquista. Ela via cada coração batendo forte para chegar ao mestrado. Ela, quando via que um filho estava preparado o consagrava. No entanto muitos só foram receber depois de muitos anos de luta e preparação.

 

Por isso forças em desequilíbrio, sim, pois sem meta e sem direito, ao receber um poder sem igual, o mestre balança em sua estrutura. Eu, agora, ultimamente vejo muitas medalhas, mas não vejo o homem lutador, desbravador dos sete mares, do espaço, mas somente da terra. O coração ambicioso recebeu o que queria, mas e no mundo espiritual, como ficou.

 

As malas estão buscando em outros continentes atingir o mesmo grau de involução. Somente terra, ouro e prata, e nada céu, porque se vendeu a doutrina pelos centavos de uma consagração. Será que uma consagração tem preço? Pois quem comprar uma na terra não será registrado no céu.

 

Jaguares. Pensem direito e ouçam as mensagens dos mentores deste amanhecer. Existe muita maracutaia sendo proclamada como verdadeira e aquele que não souber decifrar será devorado. Vejam a celebre mensagem, “decifra-me ou devoro-te”.

 

*O enigma proposto pela Esfinge era o seguinte:

“Qual o animal que de manhã tem quatro pés, dois ao meio-dia e três à tarde?”.

 

O rei que não era rei, pois matou sua raiz sem olhar a sua história.

 

Salve Deus!

 

Adjunto Apurê

An-Selmo Rá

10.05.2018

 

Resposta:

Édipo respondeu: “É o homem. Pois na manhã da vida (infância) engatinha com pés e mãos; ao meio-dia (na fase adulta) anda sobre dois pés; e à tarde (velhice) necessita das duas pernas e o apoio de uma bengala”.

 

Sair da nossa lista:

Receber/Deletar

, , , , ,

Deixe uma resposta