FÍSICO E ESPÍRITO…

Salve Deus!

 

Quando o corpo envelhece o espirito padece.

 

Chegamos. A viagem foi de muita coisa, muito despertar de consciência, porque por de trás da espiritualidade vemos o desenrolar do material.

 

Chegando aqui no sul, dentro da nossa esfera organizacional, sentimos um novo despertar, a responsabilidade com o trato missionário. O que eu vi lá não tem como chegar a uma conclusão logica, pois com a falta de energia extra cósmica os corpos físicos vão desfalecendo, enrugando, a ponto de se tornarem somente massas.

 

O povo vai sofrer mais ainda se não houver transfusão, se não houver condição de abrir os portais e deixar baixar os cristais que estão na superfície. Olhando para o céu, este céu azul, os cristais não estão descendo mais, eles estão presos pelo magnético humano que criou uma barreira. Eles estão suspensos e sem um canal sensorial para fluir no físico.

 

Quando somos regidos pela força de um poder sobrenatural, sim, sobrenatural, pois mesmo conhecendo os parâmetros da ligação temporal ainda existe o segredo da magia. Os espíritos inteligentes absorvem e os que ainda querem se conhecer ficam sendo cobaias. Cobaias de um fenômeno físico, paralelo, organizado, mas sem vida.

 

Ao chegar aqui em Curitiba o espirito estava me esperando. Ele grudou no meu plexo e tirou meu ar. Foi uma luta contra sua atuação, pois conhecendo a magia eu perdi alguns segundos que desencadeou numa suplica divina. O céu tem tudo que precisamos, mas quando fechamos nossos corações eles desistem de ajudar. Não que desistam, mas eles não têm como produzir as enzimas da alma.

 

Lutei contra ele que desesperado sai em busca de mim mesmo. Eu estava deitado e meu corpo estava desfalecido no sofá quando ele chegou. Eu estava longe, em uma missão quando senti suas mãos segurando em mim. A força de uma energia se direciona ao nosso eu pela concentração direta, por isso não se atinge nada sem ter esta noção, esta comunicação.

 

Precisamos que ela volte a manifestar sua mediunidade o mais breve possível. Talvez, como em outras encarnações, vai ser uma luta para transpor o materialismo para o espiritualismo. Eu estou ciente que a luta vai ser uma batalha dos mais fortes contra os mais fracos. Os fortes que se acham no costume medieval e suas atribuições deixarão um rastro de impunidade social. Aos fracos restará somente aceitar esta convenção.

 

O povo unido tem força para movimentar a grande engrenagem atmosférica, pois é deles que emana o ectoplasma inicial. Falam muito e não conhecem nada. A perda do sentimento comunicativo leva a bancarrota os enredos da vida e da morte. A magia persistiu por milhares de anos, já o homem desencarnou várias vezes tentando dominá-la.

 

A evolução permite ao homem colocar lindas palavras nos corações, mas esquece de si mesmo. Com o coração esquecido e sem luz navegam como mariposas cegas. Do que vale milhões sem que se possa usar.

 

Cegos guiando cegos. Sem ver e sem baixar sua cabeça pregam o Evangelho despedaçado. Tentam unir as pequenas centelhas divinas, mas não existe uma cola especifica. Sem amor e sem conhecimento não há salvação. Não tem como soldar sem que conheça a centelha cósmica.

 

Rompeu os elos, acabou. Não se conserta mais. A dura realidade dos encouraçados que não viram este caminho e partindo sem Deus e mais uma vez se perderam. Uns já reencarnaram, mas estão deixando a desejar, estão fazendo a mesma coisa, pois está grudado no espirito. O erro de não saber decifrar os seus enigmas.

 

Espíritos manchados pela sublimação. Uma mancha irreversível que mesmo tentando limpar ela não desaparece. Os mesmos promovidos hoje serão os carrascos do amanhã. Moralizar sem ter moral.

 

Somente persiste a força bruta, dos homens da caverna, que levaram milhares de anos para se adaptar a uma evolução e revolução.

 

Salve Deus!

 

Adjunto Apurê

An-Selmo Rá

05.05.2018

 

Sair da nossa lista:

Receber/Deletar

, ,

Deixe uma resposta