GRATIDÃO…

Salve Deus!

Vemos a evolução dos espíritos quando eles tem gratidão.

Muitos pedem e não são atendidos, porque neles não existe gratidão, como dizer simplesmente, obrigado mestre, obrigado ninfa. Eu, aprendo que, ao invés de lutarmos contra o princípio evolutivo deveríamos naturalmente seguir o curso desta estrada.

Ontem me encontrei com uma ninfa, minha irmã de longa estrada, e falávamos das coisas de nossa sintonia. Ali, naquele instante houve uma abertura do coração, pois neste destino somos todos filhos do mesmo pai. Seu marido, meu ex-padrinho, ela ex-madrinha, ele me pediu algo em especial e como ele mora longe daqui do templo mãe, Tocantins, ficou registrado no mundo espiritual o seu pedido. Ao chegar aqui, ela estava cuidando dos negócios da família, nos reencontramos.

Quando aqui ela agradeceu os favores e depois a noite seu espírito veio também agradecer nossa amizade. Vejam, conforme falei sobre a gratidão, se não tivermos merecimento nós não teremos objetivo algum na necessidade. Conforme digo, um adjunto investe muito no seu povo, porque tudo é registrado perante o Ministro que rege aquele povo, então tirar de um e dar para outro fica complicado.

Muitos abandonam suas origens e partem para outras origens e não dando certo vão para outras origens, vão sedimentando aquele caminho, digo, vão repartindo até que não sobre nada. Quando Tia dizia, em emissão especial, era para que quando servissem a outro adjunto não quebrassem a homogenia do seu caminho.

Foi, então, que ela veio espiritualmente com sua gratidão agradecer nosso compromisso. Eu vejo que a vida sorri, tudo se transforma, tudo se concretiza. Está tudo certo, como me disse Pai João de Enoque. Nada se perde, tudo se transforma e os jaguares vão aprendendo a caminhar entre os impactos que a vida terrestre nos cobra.

Qual é a melhor escola se não a vida que todos tem. Qual é o melhor caminho de se chegar a verdade a não ser pisando sobre os espinhos, os mesmos espinhos da coroa de Cristo. Eu sou o caminho, a verdade e a vida.

Sejam gratos e agradeçam dia e noite pela vida que Deus vos concedeu. Agradeçam aos vossos mentores o pão de cada dia como se fosse a última despedida. Agradeçam ao que veem, ao que falam, e ao que ouvem, pois ainda somos físicos e trabalhamos para ele, o físico.

Coragem, liberdade e caridade.

Vejam a gratidão de um Preto velho, de um Caboclo, de um Ministro ou Cavaleiro quando vocês estão em missão.

Salve Deus!

Adjunto Apurê

An-Selmo Rá

27.04.2018

Deixe uma resposta