UMA DOR…

Salve Deus!

 

Porque eu nasci com esta enfermidade!

 

Geralmente as pessoas com doenças hereditárias não se convencem de suas juras transcendentais. Tem pessoas que chegam para cumprir determinadas missões que somente portando alguma anomalia no seu DNA é que se contentarão de sua obrigação.

 

Eu recebi esta noite um espirito aqui de madrugada. Esta moça veio reclamar para mim o porquê dela ter nascido com uma anomalia e ter que carregar pelo resto dos seus dias esta dor. Olhando para aquela jovem eu vi que sua doença era somente física e não espiritual. Mas então porque ela foi acometida se ela não tinha escolhido isso.

 

Fui buscar respostas no passado desta vida, bem lá atrás, quando da concepção. Houve uma desorganização que abriu as portas para haver uma infiltração de um cobrador dos pais. Vejam, não havia motivo algum dela nascer com esta doença, mas a cumplicidade do casal colocou em xeque a existência desta outra vida.

 

Quando da concepção em que as forças se movem pela paixão, as pessoas quebram suas barreiras espirituais e se deixam levar pela necessidade e não pela responsabilidade. Foi isso que aconteceu naquele momento, a abertura do campo magnético humano que facilitou a desestruturação do físico. Houve então a impregnação do elitrio do casal e não do espirito conjurado para nascer.

 

Aquela jovem foi acometida por um mal não hereditário, não jurado, seu espirito estava limpo e sua vida amorosa. Falamos muito nesta madrugada, ela sorria, estava feliz, estava transportada do seu físico recebendo as perolas divinas do astral. Com o esclarecimento espiritual ela se aquietou e parou de reclamar de sua enfermidade. O espirito entrou em outra sintonia, começou a brilhar e mais leve mentalmente irá ajudar muito na passagem pela terra.

 

Quando ela estava com seu pensamento em baixa sintonia, ela atraía para si outras vibrações ao seu redor. Vejam como o negativo atrai o negativo, forma um caminho de desigualdade social. Todos se contaminam pela falta de conhecimento. Por isso ela chegou aqui sem exigir, mas procurando respostas.

 

O espirito então se iluminou somente de conversarmos, de trocarmos energia espiritual. Era como se um foco de luz fosse gradualmente ascendendo e tomando conta da escuridão do pensamento. Ela sentiu os efeitos de sua espiritualidade e eu fiquei feliz por ela ter compreendido a sua enfermidade. Com isso a vida se torna mais feliz, mais suave, porque houve respostas pela grande procura que ela tinha em se descobrir nos porquês de tudo isso.

 

Vejam que o meu estado físico também foi iluminado pela transfusão do conhecimento cientifico espiritual. Houve, sim, uma troca de gentileza, uma troca de respeito e consideração. Ao ela partir para sua origem física o quarto foi perdendo o brilho, porque era ela quem brilhava, era o seu amor, a sua felicidade.

 

Para tudo, meus irmãos, existem respostas. Existem fatores que se ligam da nossa individualidade pela personalidade que trabalham unidas em prol da evolução. Muitas coisas acontecem para desviar os rumos de uma existência. Muitas vezes a dor não respeita os sentimentos e vai acolhendo em grau diferente para cada um a sua consequência.

 

Aqui, neste caso, é um caso isolado. Nem todos são iguais perante suas responsabilidades, cada pessoa, cada espirito, se comporta conforme sua roupagem, conforme sua jura transcendental. Sempre estará buscando o seu porto feliz para desembarcar desta grande viagem sem deixar nada pendente. Muitas pessoas pagam pela revolta do espirito incompreendido, sempre exigindo de Deus a sua resposta. Elas não olham o campo magnético da sua vida e os reflexos do comportamento humano. Aí acontece um desagregar de fatores que irão danificar a estrutura universal das reencarnações.

 

Eu fiquei feliz, tive a rica experiência da regressão em tempo real no plano espiritual. A cada passagem novos desafios são enfrentados, é uma escola, é a universidade de Mayanti acolhendo a seus escolhidos para suas missões.

 

A ESCOLA DO CAMINHO!

Todos falam este nome e nem sabem realmente o que significa.

 

Salve Deus!

 

Adjunto Apurê

An-Selmo Rá

07.04.2018

 

Sair da nossa lista:

Receber/Deletar

, , , , ,

Deixe uma resposta