ROSÁRIO DE PRETO VELHO… PARTE DOIS

Salve Deus!

 

Continuando com o desabrochar das conquistas vamos chegando ao limite do nosso estado emocional.

 

Estas coisas que eu conto não são para engrandecimento pessoal, mas uma forma de ajudar a entender os designíos da espiritualidade, como eles agem como eles ensinam e como nos ajudam.

 

Quando eu recebi esta encomenda por mais de 30 dias segurar um espirito obsessor em minha aura para ajudar neste resgate, não foi brincadeira, eu vi a morte de perto. Após o trabalho especial feito por Pai João de Enoque, a noite, já teve resultado. Quando se tira o espirito da aura, do caminho, a cura se processa rapidamente. Foi isso que aconteceu, Pai João retirou este obsessor de mim e o resultado foi espantoso.

 

Eu nunca me abalei pela fé, mas sempre a gente se abala pela dor. A dor é algo que mexe com sua individualidade, sim, pois era tão intensa que a gente não sabe por onde correr. Em nenhum exame físico mostrou o que estava acontecendo, só depois desta libertação vimos à verdade. A cura veio de forma materializada, à dor se materializou e caiu como uma pedra do corpo. Pai João materializou a dor para poder ser expelida do corpo. Vejam como se processa a cura de muitos males espirituais. É necessária uma ajuda dos nossos mentores para resolver questões difíceis e isso mostra a nossa fé neles.

 

Quando o obsessor foi retirado pela força de um grande amor a cristalização daquela enfermidade aconteceu de forma a elucidar os porquês da dor. Graças a Deus e aos nossos amigos do espaço que não sinto mais nada, claro que vamos terminar os exames para precaver novas consequências.

 

Mestres. Isso mostra o quanto temos proteção, o quanto somos amados, pois eles necessitam de nossa presença nos templos para ajudar milhares de vitimas da sociedade perdida em seus ais. Não deixem de ir ao seu trabalho mediúnico, porque uma dor nunca tem hora certa para aparecer.

 

Quando você está precavido, com bônus, fica muita mais fácil resolver uma questão de doença, agora, depois que você relaxa de sua missão e a dor chega, ela pode demorar mais tempo para ser reparada. O merecimento a gente conquista suando a camisa, o colete, sim, jaguares, depois do leite derramado não adianta chorar.

 

Quisera o bom Deus que nunca sofrêssemos a dor de uma reparação. Muitos choram em hospitais, em presídios, nos orfanatos, nos asilos. Muitos choram em silencio na madrugada fria e cinzenta. Muitos que são ouvidos no seu coração pelos seus pedidos de amor e justiça se despedem da crosta terrena e sem destino vagam buscando seus amores, seus inimigos e amigos.

 

Eu ouvi no silencio da madrugada um choro e um pedido ao nosso Pai. Isso me chamou muito na minha individualidade, busquei esta fé, sim, por mais que aquela pessoa não seja do amanhecer a sua fé é muito maior que de muitos que envergam suas armaduras. Eu senti muito, aquela prece do coração puro me deixou feliz. Mesmo eu tendo a minha fé, mas a deste homem foi diferente, foi muito maior, foi intensa e ele foi ouvido pelo Pai Seta Branca. Na simplicidade do seu coração ele pediu e vai receber.

 

O que me deixa convicto é que nós temos que ser mais amigos, mais irmãos, mais família. Não misturar as coisas, pois as heranças transcendentais machucam a alma e ignoram a evolução. Mesmo que você não ame ou não goste daquela pessoa, mas respeite a sua origem, ela pode ter sido algo muito importante para sua caminhada. Vamos mudar nossos pensamentos e ser livre das tormentas emocionais. Lembre-se de quando chegaram ao amanhecer, a casa de Seta Branca, todos vieram com duvidas, senões e ais, e depois, agora, já são mestres ensinando mestres. Vejam quanta coisa aconteceu depois que conheceram a verdade. Não apaguem esta chama branca do amor incondicional de suas vidas, não se apaguem espiritualmente pela terra pensando somente nos prazeres materiais.

 

Um dia todos irão conhecer seu estágio espiritual dando graças a Deus pelas suas conquistas.

 

Salve Deus!

 

Adjunto Apurê

An-Selmo Rá

19.03.2018

 

Sair da nossa lista:

Receber/Deletar

, , ,

Deixe uma resposta