NOVAS FORÇAS EM MOVIMENTO…

Salve Deus!

 

Enquanto a terra briga entre si o céu abre novas fronteiras.

 

Um espetáculo dantesco de energias e cores sublimes. Assim podemos descrever a essência deste novo poder, um poder ilimitado que está começando a descer sobre o circulo esotérico do amanhecer.

 

Olhando para a nossa imagem nos sentimos cansados de tanta injurias, de tantas complicações karmicas. O povo jaguar está sendo lapidado como no curtume, quanto mais bate mais macio o couro fica. A razão deste momento é tentar explicar os fenômenos fora deste contexto humano, sim, vamos olhar pelo lado espiritual, de lá para cá. A inteligência divina é soberana na realização dos contatos que se formam entre as mentes físicas e as espirituais.

 

O atual estágio do amanhecer alcançou tamanha dimensão que chegamos a um ápice governamental onde fomos ouvidos em outros planos muito além do que conhecemos. As nevoas se dissiparam e os instrumentos marcaram a direção e eles estão descendo como raios luminosos para refazer o nosso sol interior. Não são asas douradas, são energias saindo pelas costas dos aparás em forma de ondas gravitacionais que se assemelham as asas. Sai das costas circulando pela aura numa velocidade estonteante. Gira de dentro para fora e volta para dentro.

 

Espíritos de uma cultura mais chegada aos Santos e Anjos Espíritos, uma nova fase de evolução, de aceitação. Ao desceram nos trabalhos deste sábado eu tive a certeza que entramos em um novo ciclo por onde não se misturam os ais da terra com as recompensas do céu. A desilusão material nos ofusca a mente e travamos nosso canal receptor para as figuras ilustres do universo. Tem muita coisa ainda a ser descoberta, coisas que estão no segredo da eternidade.

 

Nós não estamos sozinhos neste planeta. Seta Branca abriu mais uma dimensão em torno de nossa missão, e agora, com mais reponsabilidade teremos que demonstrar quem somos e porque assumimos esta corporação.

 

Eu, ontem, estava meio desolado, meio acabrunhado com as manifestações contrarias a nossa elucidação espiritual. O desanimo não era normal, algo estava acontecendo no limiar da mediunidade. Pensativo eu sentei com meu pai e tão logo ele me chamou na razão. Pensei no que eu estaria fazendo de diferente, até porque nada eu me desvio desta conduta. Mas era naquele momento em que as rédeas se afrouxaram um pouco mais, tive a nítida noção que havia uma força muito diferente pairando sobre nossas cabeças.

 

Havia também outras forças em resgate, uma falange de sofredores buscando suas identidades. Passaram e foram elevados na condição de suas mentes. O atrofiamento mental é a escuridão da alma que se projeta de forma violenta desagregando energias negativas. Tão logo as forças se movimentaram para a intervenção tudo foi restabelecido.

 

Mas o que mais me chamou a atenção foi na presença de um ser divino. Algo não natural de forma luminosa com asas de energia celestial. Desceu e veio falar comigo, mas neste momento eu estava na minha projeção física pela qual há uma retranca de energias. Tudo se estabelece pelo reino coronário que assume um papel de desfragmentar as energias condensadas e transforma-las em cristais reluzentes.

 

O Anjo do senhor me trouxe a mensagem do céu. Temos que nos preparar mais para os novos eventos que se assemelham a complexidade do astral. O que está vindo está chegando pelas bênçãos do nosso Pai.

 

Após esta concentração Pai Joaquim de Aruanda veio na sua integridade espiritual me falar das novas noticias. Há que nos preparar mais para o que está chegando, porque com a abertura deste novo ciclo, outras fontes de energia também vão chegar. Se nós somos cientistas espirituais não podemos fechar nossos olhos para a verdade plena.

 

Aquele que tiver olhos verá que tiver ouvidos ouvirá e de sua boca sairão mantras luminosos da cura.

 

O que eu percebo a falta de uma literatura que se aproxime desta verdade. Todos sentaram em cima das leis e não resgatam a liturgia sagrada. Como o céu pode confiar uma nova fase de transição se todos se fecharam em suas personalidades altruísta materiais e não espirituais. Altruísmo pela individualidade nos levara a um preceito razoável deste novo conceito que são os espíritos.

 

Somos o que somos pela nossa capacidade de compreender os desígnios da nossa felicidade. Assim, olhando por este lado, eu varei o espaço infinito e fui buscar o que deveria ser trazido. Quando o Pai me chamou na razão, foi por causa desta inusitada viagem, perguntando sobre o que eu estava fazendo. A superação de nossas inconformidades nos reluz a esperança de dias melhores. Eu viajei com Miguel Arcanjo ao reinado encantado do Senhor. A felicidade de poder estar em outra dimensão que não é da terra, movimentos intergalácticos extasiantes que se mostravam na figura de um poder imensurável. Eu abri o ciclo porque me achava simples na minha roupagem humana.

 

Por fim, eu voltei e eles vieram conhecer este caminho. Ao chegarem aqui foram bem recebidos e retornaram com a convicção de que estamos nos preparando para a aceitação dos novos desafios, a nossa mudança, a nossa reestruturação. De sofredores para desenvolvidos.

 

Muitos espiritualistas desconhecem o sistema mediúnico em sua propagação universal. Memoria, sim, o que faz falta nesta condição humana que se lança para novos desafios. Sou simplesmente um pequeno mestre que sem medo da verdade procura se lançar pelas veredas da vida e da morte.

 

Eu trouxe! Aqui está! Agora que seja cada um em sua individualidade!

 

Salve Deus!

 

Adjunto Apurê

An-Selmo Rá

11.03.2018

 

Sair da nossa lista:

Receber/Deletar

, , , ,

Deixe uma resposta