SERIEDADE DO MOMENTO

Salve Deus!

 

Por alguns momentos as mentes se dispersam no amplo cosmo como se fosse uma fuga.

 

O momento é de vigília. Esta transição do comando irá frear a investida de um mundo sobre outro na sua superfície dolorosa por onde o jaguar mostrará a sua verdadeira obra. O templo na sua perfeita ordem trás o ensinamento para provar aos homens desta terra que os sinais estão alertando. Sinais diversos espalhados pela terra que falam por si a força de uma movimentação desordenada.

 

Quando no sábado Pai Seta Branca em vigília trouxe a força de Obatalá para a retirada de um espirito, os médiuns nem se ligaram na dimensão do problema. Quando eu reparei do comando a existência de um desafeto fiquei em sintonia para que naquele trabalho fosse resgatada a verdade de uma luz e não das trevas. O espirito iria promover um desencarne ali mesmo no trono, pois espiritualmente estava acontecendo um desagregar de forças.

 

Seta Branca e Ministro Obatalá juntos na força dissipadora da desintegração daquele ser que veio comunicar seu desafeto milenar. Geralmente os médiuns do amanhecer não conhecem a profundidade de uma integração que se forma acima de suas cabeças para desmanchar uma jura transcendental.

 

Nossa conduta deve ser acima de tudo uma forma de nos afastar destas dividas pelo amor da doutrina de Jesus e não oferecer sinais de evidencia que vão camuflar o destino. O pagamento de uma divida nos eleva na condição de conhecedores da nossa missão.

 

Eu subi esta noite. Muitos espíritos vieram para nosso templo espiritual. Queriam me conhecer e conhecer a simplicidade do missionário em muitas linhas. Foram tomando os espaços do templo e eu sentado na minha Cassandra emiti o chamado das forças. A emissão é um ponto cabalístico que deve ser usado com grande coragem e determinação, porque ela marca um comando, ela reage na faixa vibradora fazendo a ligação dos planos. É como se ela marcasse no seu destino a sua presença e a presença dos seus mentores.

 

Em outros centros espiritas quando se marca um ponto ali desce o dono das cabeças. Existem várias maneiras de marcar um ponto que todos já devem conhecer em seus corações. Existe o mundo do jaguar que é diferente de sua visão, porque emitimos da regência de um orixá maior que expande pelo universo a sua chamada. A cabala que formamos na emissão deste sétimo é a nossa individualidade. Não devemos jamais interferir na individualidade e na personalidade de quem quer que seja, porque tudo está escrito e jurado por Deus.

 

Quando eu emiti na linha nativa do eu na sua individualidade eu formei meu canto e quando emiti na força iniciática do sol interior eu abri as linhas diretas. Existem duas formas de fazer a reparação, sim, quando em terra e quando no circulo espiritual. Em terra todos já conhecem o sistema, mas e no céu saberão como proceder com suas ferramentas.

 

A nova era será diferente desta velha era em que todos firmam seus espíritos na ligação com a carne, porque pela transição seremos espíritos libertos da clausura. O espirito preso em sua matéria é um eterno prisioneiro de si mesmo. Haverá que tornar mais fluídica a nossa imagem que representa o homem desta modernidade.

 

Ao abrir os portais os planos se mesclaram na integração dos valores dando a cada um o seu comando, o seu caminho. Os visitantes ficaram atentos à transfiguração dos espíritos e das energias. Tudo é energia, como disse Tia Neiva, porque as energias fazem a impregnação e desimpregnação conforme seu uso. Se for para o bem elas curam e se for para o mal matam.

 

Templo cheio de espectadores. Muita curiosidade em torno da força que se movimenta pelo silencio mental. O homem luz já começa a raiar pelo por do sol, sim a terra não será mais a mesma, não haverá noites sem luar. Lua, divina lua, o amanhecer da cruz do caminho indicando o ponto culminante da estrela guia.

 

Não se afastem dos princípios desta cruzada em nome de Jesus e de Simiromba de Deus. Não cruzem suas energias para não caírem de vosso padrão para que vossos aledas sejam o pedestal dos vossos espíritos. Quando subimos um degrau neste aleda ficamos mais visíveis aos olhos que distorcem a realidade. Quando chegamos ao topo desta concentração levamos as pedradas do destino karmico para provarmos nossa sustentação. Não adianta ter e não demonstrar. Não adianta ser e não ser.

 

Conforme eu abri o comando maior eu trouxe a ramificação das energias que foram se espalhando pouco a pouco pelo solo sagrado. Isso eu chamo de encantos do amanhecer, coisa que muitos desconhecem, pois a energia flutua como se fosse uma camada, um nevoeiro a altura dos joelhos. Temos então a cura luminosa, a energia que ascende pelo clarão dos corpos. A energia luminosa é diferente, não é magnética, ela flui de forma a restabelecer a cura do espirito. O espirito sendo uma película recebe através desta luminosidade a sua cura, então não se trata força magnética para atingir o físico. Existem várias doenças que assolam o corpo físico e o espirito, todas estão em formas diferenciadas e para ter uma noção mais direta os mentores promovem a reintegração dos valores.

 

A grande explosão varreu os sentimentos de curiosidade e perplexos ficaram todos. O grau de intensidade forma em nosso sol interior uma descarga poderosa que agrega valores da terra e do céu. Átomos por átomo dispersando forças. Assim foi e assim será, teremos então o verdadeiro jaguar em sua perfeita obra. O homem só será feliz conhecendo seu caminho de retorno as suas raízes, as suas origens. Antes que tudo se desintegre vamos olhar para os olhos de Seta Branca com o coração aberto e dentro da honestidade dizer suas intenções.

 

O Pai conhece muito mais de vocês que vocês mesmos. Não adianta querer camuflar a sua verdade.

 

Salve Deus!

 

Adjunto Apurê

An-Selmo Rá

19.02.2018

 

Sair da nossa lista:

Receber/Deletar

, , , , , , , , , ,

Deixe uma resposta