SINAIS DA NATUREZA

Salve Deus!

 

A natureza envia muitos sinais que se prestarmos atenção nos ensina a ter respostas.

 

Quando você vê uma movimentação na natureza, insetos, pássaros, bichos, é porque alguma coisa vai interferir no sistema deles. Quando você olha para o céu e vê as nuvens chegando ou indo sabe diagnosticar as evidencias de como será o dia. Tudo tem uma relação direta, porque o homem em si perdeu a sua sensibilidade, trocou pela materialidade os seus sonhos.

 

Nesta viagem, veja, a transformação que acontece pela espiritualidade, ela mostrou uma mudança. Eu fui visitar uma família e ao chegar nesta casa ela estava toda tomada por formigas. O casal e mais uma visita estavam sentados na sala e havia por tudo grandes formigas pretas carregadeiras. Fui convidado a entrar, mas não tinha lugar para sentar, era uma infestação total, elas saiam debaixo do piso e circulavam por toda parte.

 

Olhando para o dono que parecia não ligar por elas estarem ali, já não sabia o que mais fazer, pois não atentou para este lado misterioso. A vida nos ensina por bem ou por mal que nós somos parte de um sistema interligado. Tudo é natureza e nós somos esta natureza que se alinha as consequências dos nossos sentimentos.

 

A mudança pode ser física ou espiritual. Física quando pela terra e espiritual quando se deixa a terra. Eu tive o maior trabalho de reparar esta invasão, porque eles estavam fracos, não tinham energia espiritual para combater e entregues sem forças mediúnicas sofreriam a precariedade de suas mentes.

 

Entrei e já fui conduzindo outra energia, a energia dos iniciados, energia que agora compõe nossos plexos animais pela iniciação espiritual. Seta Branca, este grande iniciado, nos promoveu a grande realidade mística, ele alterou toda uma estrutura molecular para nos tornar missionários e mensageiros do astral na terra. Ser mestre é ter em seu destino a força do grande amor incondicional.

 

Passei a fazer a reza dos três cantos. Esta força cabalística entra pela individualidade e se propaga pela personalidade. Este antigo ritual vindo do Egito, onde as pragas trazidas pela dor e morte dos primogênitos formou uma crueldade sem tamanho. Egito se reergueu e os outros ainda estão perdidos, sem ter a sua terra prometida.

 

Esta cabala criada pelos sacerdotes é um poder direto dos deuses da vida e que aqui em nosso amanhecer está transcrito pelo livro sagrado. Enquanto a morte era conjurada, eles lutavam pela vida. A vida e não mais a morte.

 

Formei a cabala, a minha cabala, e em pouco tempo as formigas desapareceram. Eu sou dono das minhas rédeas e ninguém pode tomar elas sem conhecer os segredos da magia. O trabalho dentro de um ritual é uma força direta, mas não é somente participando, é conhecendo o significado desta cultura.

 

Quando eu abro a minha cabala é porque naquele momento se faz necessário a movimentação destas energias. Todos têm a sua cabala, mas não se alinham a sua força. Foram-lhes tirados os dotes transcritos do pergaminho para não caírem mais em tentação.

 

Nós podemos prender ou soltar a argola espiritual fazendo a libertação do espírito do corpo. Mas a que preço pagaria esta decisão, pois a justiça da terra cobraria centil por centil a sua decisão. Ainda temos esta dor complementar que nos torna prisioneiros de nós mesmos.

 

A magia está em tudo, mas sem conhecimento de sua presença não se altera o circulo vital. Quando eu abro esta porta, sei bem o que vem do outro lado, por isso me calo, pois aquele que conhece não fala. O pior egoísmo de um mestre é não saber dividir, mas eu pergunto: dividir com quem para depois usarem contra seus próprios irmãos este conhecimento. Tia Neiva dividiu somente o que podia ensinar, mas mais do que isso não. Ela sabia do perigo de abrir demais estes segredos da alta magia. Ela orientou, mas não quebrou o lacre dos segredos.

 

Eu tenho batido de frente com muitos espíritos que se prenderam pela magia negra. Vejam que a magia prende e não liberta, ela se torna fantasiosa ao longo do tempo. Pode ser a magia branca ou negra, porque tudo é energia. Ser mago é conhecer os enredos da natureza. Estas falanges não querem se libertar de suas magias, de suas linhas, conjurando sempre ou gorando seus inimigos eles promovem um desagregar de forças ocultas. Tudo que lhes oferecem para destruir alguém se torna uma corrente de consequências. Eles vão formando um baixo astral aonde a pessoa conjurada vai se entregando ao vicio, as dores até chegar à morte.

 

Por isso o segredo das sete chaves. Somente quem conhece cada uma delas consegue entrar pela porta estreita e formar seu mundo. São poucos, muito poucos, que dominam as rédeas da vida e da morte. O conhecimento de tudo que é bom nos liberta do mal. Mas não adianta ter todas elas e não saber qual abre tal porta.

 

Casa limpa. Os dois sentados na sala estavam como zumbis, sem energia que iluminasse seus espíritos. A energia que brilha é como fósforo que pela movimentação ela ascende pelo contato. Ela brilha quando positiva e se apaga quando negativa.

 

Vamos trabalhar para conhecer mais. A caridade sem conhecimento é o mesmo que conhecimento sem caridade.

 

Salve Deus!

 

Adjunto Apurê

An-Selmo Rá

23.01.2018

 

Sair da nossa lista:

Receber/Deletar

, , , ,

Deixe uma resposta