ASSIM NA TERRA COMO NO CÉU

Salve Deus!

 

O silencio vale por mil palavras.

 

Na sincronia com o universo o nosso planeta desfila sua majestade em sincronia com o sistema cristico, porque o que acontece na terra reflete também no céu.

 

Eu estava vendo as conjunções dos planos e digo que nada irá acontecer ao planeta, pois iria destruir todo o sistema que Jesus criou. Se nós formos banidos deste mundo haverá um desequilíbrio material e espiritual. Não tem como pesar nesta balança do destino milhares de vidas ceifadas.

 

Quando eu chego ao mundo invisível vejo que ainda é cedo para que o planejamento cósmico divino faça qualquer alteração no sistema biológico humano, mudando estruturas sem que no céu seja atingido em grau maior ou menor. Existem centenas de milhares de luzes desagregando de um lado para outro, como fotossíntese, produzindo, alternando, mesclando. As vidas na terra seriam inabitáveis do modo de vista encarnatório, porque os espíritos seriam tragados em sua espécie se desgrudando pelo desenlace.

 

Quando eu olhei os escritos das nossas convenções espirituais, vejo que tudo gira na força de uma grande organização, nada passa despercebida, a não ser que seres de outros planetas (Capela) chegue com seus imensos veículos e traduzam pela força um caminho diferente. A terra não irá sucumbir, ela irá se transportar sem que afete os encarnados. A maior dor de um espírito encarnado é sofrer por antecedência. Jamais devemos sofrer sem ter dor.

 

Quando eu vejo do lado invisível a angustia do meu próprio coração eu me sinto sufocado, me falta o ar, pois as esferas colidem na tentativa de separação. O espírito se apressa a voltar para sua origem antes que seja tarde demais. Os conflitos sociais sempre foram preocupação dos planos espirituais, não de hoje, mas de ontem e do amanhã. Estes conflitos são a rede de intrigas que se formam pela negatividade das forças em desespero.

 

Temos os planos que se contrastam pelas suas ideologias karmicas humanas e ou espirituais. Nosso maior poder está na admissão da existência de Deus. Jesus na sua força de filho se fez homem e formou os planos indivisíveis. Seriam sete planos contados de baixo para cima, por isso que eu digo, a terra irá sobreviver às tempestades que surgirem, pois Jesus está no comando. Jesus, o Mestre dos Mestres, ele irá prescrever os restos karmicos na hora precisa de nossas vidas e ninguém temerá o destino incerto.

 

O céu prenuncia a tempestade. Primeiro ele manda os avisos pelo vento, pela chuva, pelo granizo, pelos relâmpagos, sim, ele alerta pelas trombetas do sistema natural. Quando o céu fecha todos dizem, vai chover, quando o céu abre, vem o sol. Então será da mesma forma, tudo será previamente avisado. Nós que estamos perdendo a leitura da natureza, estamos cerceando nosso sistema mediúnico com a modernidade.

 

O silencio dos inocentes ou as vozes dos culpados.

 

Olhando pela janela mediúnica a convulsão celestial prenuncia conflitos e mais conflitos, mas ai entra os Santos e Anjos Espíritos que descem de suas nuvens luminosas e vem colocar um pouco de luz nas trevas. As trevas por sinal se iluminam e os algozes do planeta se fecham em suas couraças. Este pouco tempo de claridade da para acertar os erros cometidos pela humanidade. Os espíritos da escuridão não se atrevem a olhar para a claridade, pois cegos ficam perdidos e sem rumo a seguir.

 

Os planos de Deus para este planeta têm inúmeras tarefas e a mais difícil é justamente esclarecer os homens desta terra. Aqui muitos entram pela missão de elevar as mentes e os corações, são inúmeros plantonistas reagindo em conformidade aos planos estabelecidos. Não há morte e sim uma reestruturação.

 

Jesus não deixaria o imprevisto acontecer, pois ele criou todo este sistema para a adaptação humana espiritual. Os seres de outras dimensões não estariam preparados para os adventos da terra, tudo isso mexeria com as personalidades e individualidades. Se a terra tremer o céu também treme, porque existe ligação, interligação, e tudo está na mesma sintonia.

 

Vamos com clareza expor que nós somos donos da nossa verdade, cada um, cada pessoa, cada ser humano. Nada ou ninguém pode impedir o crescimento tanto na esfera humana como na do espírito. Somos uma pequena parcela de uma força desindividualizada. Nós podemos, nós fazemos, nós conquistamos. Mas tudo com o conhecimento da verdade, transmutando para conhecer o seu próprio eu.

 

A riqueza material é um bem necessário para o físico e a riqueza espiritual é um bem também para o espírito. Falamos muito em espírito aqui, mas tem a sua incógnita, porque as forças fluem pelo verbo e se espalham pela consciência. Tudo conforme o merecimento. Se não tiver, busque.

 

Pai Seta Branca é a ordem divina e ele vem de outro sistema para nos confortar. Temos dois mundos distantes, um que Jesus criou para amparar os espíritos em transito, e outro que vem diretamente dos grandes iniciados para regular este sistema. Então Pai seta Branca é um grande iniciado vindo diretamente das Leis de Jesus. O poder de sua presença nos relata as suas palavras que chegam para confortar nossos corações.

 

Um dia quando a grande estrela brilhar na imensidão, fora do sistema mediúnico, todos verão a grandeza do universo. Temos os portais que se deslocam conforme a nossa necessidade. O maior deles está perto da lua, e outros menores espalhados pela terra, mas todos estão vibrando. A conjunção necessária para formar o firmamento será descrita como um buraco negro. A energia será desviada para o centro coletor e nada que esteja na sua orbita sairá do seu campo magnético.

 

A vida continuará sem que o medo tome conta. Veremos a vida e a morte, isso nos dará prazer em distinguir os dois caminhos. Seremos então os cientistas da nova era organizando os planos divinos que Jesus tem para todos nós. O céu não irá tremer, mas a terra sofrerá o desgaste da irresponsabilidade.

 

Não temam, sejam fortes e corajosos. Para nós tudo é bom para elucidação do nosso destino.

 

Recebi aqui em minha casa uma família espiritual. Eles estão passando por uma provação. Só Deus pode confortar seus corações. A terra abriu sua fenda e o céu derramou o seu cálice. Nós somos medianeiros e somos todos chamados a resolver os impasses da vida.

 

Salve Deus!

 

Adjunto Apurê

An-Selmo Rá

02.01.2018

 

Sair da nossa lista:

Receber/Deletar

Deixe uma resposta