LUZ OU TREVAS

Salve Deus!

 

A pior coisa que pode acontecer é um filho de Seta Branca se voltar contra a sua própria missão. Enquanto uns lutam para construir, edificar o amor nos corações, outros de forma bruta e irresponsável lutam para destruir.

 

Ontem foi um dia terrível no ponto de vista missionário. Um jaguar, filho do Ministro Apurê, estava agindo na surdina contra esta casa. Só que a verdade demora, mas aparece. Ele, sem escrúpulos algum, se aliou a um grupo de pessoas que não fazem parte da doutrina, os encouraçados, e criando obstáculos para o nosso caminho. Um traidor do sacerdócio.

 

Ao Pai João de Enoque descer para me ouvir, eu reportei a ele todo este problema o qual ele iria se reportar a Pai Seta Branca. Alguma atitude eles irão tomar, pois nós não saímos de porta em porta pregando a falsidade, desmoralizando os membros, se fazendo de melhor. Aqui existe respeito pela família que tanto amamos.

 

Fui de propósito até a casa dele e chamando na razão deixei bem claro que já sabemos de sua condição tentando desmoralizar pela cidade o que é o Vale do Amanhecer. Sempre invejoso, sempre sorrateiramente bisbilhotando a vida dos outros.

 

Ainda mais que, foi consagrado Arcano pelo Lacerda sem o meu conhecimento, sem minha autorização, pois não tinha merecimento para isso. Um Arcano jamais se conduzirá pelos caminhos dos ventos uivantes. Lacerda deve estar se remoendo pela situação que criou deixando uma bomba preste a explodir.

 

Eu, como presidente, não compactuo com os desmando autoritários, porque aqui nesta terra ninguém é melhor que ninguém. Eu não vou me infiltrar na vida de ninguém pra saber se estão certos ou errados. Cada qual jurou seu destino, seu karma, e eu não sou diferente.

 

Gostar de mim, Salve Deus, ou não gostar não muda a razão da verdade, da missão, da evolução. Cada um que entra pelo aledá da força do amanhecer jura a sua lealdade ao compromisso junto a Seta Imaculada. Como pode um jaguar jurar esta honra e depois tentar destruir tudo sem nenhuma consciência. Não precisamos morrer de amores uns pelos outros, mas temos que respeitar a missão de nosso Pai.

 

RESPEITO É BOM E TODOS GOSTAM.

 

A luta deste jaguar das trevas é imensa para nos derrotar. Ele simplesmente teve acesso aos laços da família e agora os usa contra quem vos ajudou nos primeiros passos doutrinários. Como é triste para este espírito saber que sua matéria age contra os princípios da ordem e da lei.

 

Eu não vou falar da vida de ninguém, aliás, falam de mim que sou isso e sou aquilo, mas nunca ninguém veio sentar-se comigo para saber a verdade. Dói no coração é ser julgado pela aparência, pela boca dos caluniadores. Mas uma coisa eu digo, a cada dia me sinto mais forte para lutar pelo amanhecer. Se um dia eu deixar de ser jaguar, eu nunca irei lutar contra esta doutrina, nunca mesmo, porque quem conhece a sua diretriz sabe muito bem que ela é de Jesus.

 

Eu conheço os segredos da espiritualidade, a mesma porta que se abre em dois planos. Mas tenho honra em dizer que minha espada é para minha evolução. Quem me entregou não foram os homens desta terra e sim uma clarividente incorporada pelo Pai Seta Branca.

 

O direito de ir e vir, de contar os enredos das vidas que se seguem no roteiro karmico. Não firo o direito assegurado e não interpreto as vidas em seus destinos. Sou um historiador, e confesso, já pensei em parar de escrever para que estas vibrações sejam redirecionadas a outros planos. Mas quando penso, lá vem outra passagem, uma atrás da outra, e vejo que muitos precisam desta energia transferida pela escrita para se alinhar ao seu coração.

 

Tem um mentor que fora em uma vida um grande sábio e escritor. Ele usa uma pena de águia para escrever seus textos. É um espírito da literatura universal, e quando ele chega perto as minhas mãos sentem toda a radiação e tudo que ficou gravado no perispirito é traduzido para fora. Mentalmente ele transcende toda a aspereza do físico para que as palavras sejam doces de serem ouvidas.

 

Seguindo o roteiro desta jornada chegamos ao auge da maravilhosa obra de um grande amor. O amor que supera as dores do físico e do espírito. O amor que quebra barreiras de uma grande dor. Como a dor de uma mãe que se separou do filho pela incompreensão.

 

Agora me julguem como segue o roteiro dos mal amados. Mas eu nunca vou me infiltrar nos laços familiares para depois sair falando mal da vida do próximo. A pior coisa para um espírito é fazer mal para outro usando de sua confiança. Nunca se evoluirá. Depois tudo se atrai, o negativo com negativo e positivo com positivo.

 

Este homem mal amado se infiltrou em minha vida pessoal e está usando da minha particularidade em favor dele para fechar esta casa de Seta Branca. Se ele tem algo contra o presidente que viesse falar, mas não, ele sempre foi fofocar para outras pessoas contaminando toda uma estrutura espiritual. A casa de Pai Seta Branca não tem nada a haver com as falcatruas dele, ele está simplesmente indo até a OSOEC e formando o maior alaruê que se possa imaginar. Eu não vou para lá para falar da vida de ninguém, mas mesmo assim, eles sabem de tudo, de detalhes da vida intima, coisas que são da minha integridade física e espiritual. Estes são os fofoqueiros de plantão, que adoram ver a ruína se espalhar pela vida do próximo.

 

Aqui neste templo ele não trabalha mais e nem aceitamos sua presença seja como for. Aqui existe dignidade e respeito, amor e muita compreensão. As portas estão abertas para os mansos e pacíficos jaguares da luz e não das trevas.

 

Aqui não tem assédio às ninfas, assédio imoral e não tem os conquistadores que se fazem de cordeiros. Aqui é uma família que se amam cada qual respeitando a dor do próximo.

 

Desabafo de um jaguar!

 

Salve Deus!

 

Adjunto Apurê

An-Selmo Rá

17.12.2017

 

Sair da nossa lista:

Receber/Deletar

Deixe uma resposta