RASGANDO O VERBO

Salve Deus!

 

Somente a verdade vos libertará.

 

Estive em duas fases dentro do transporte, uma em Brasília e outra ligada a uma abertura tridimensional, por onde haverá a voz direta, como eu disse acima, os mentores vão rasgar o verbo.

 

Eu cheguei onde tudo começa e termina, a rodoviária. Esta rodoviária fica no plano piloto de Brasília, um lugar que todos se preocupam com os horários e assim suas mentes se desligam por completo das suas histórias. Ao chegar tudo estava cinza. Brasília estava mergulhada numa energia tão ruim, triste, sufocada. Naquela rodoviária as vidas estavam sendo absorvidas pela escuridão.

Vendo aquele quadro triste do terceiro platô, que já não havia muita significância, mas para chegar ao segundo, nossa como foi difícil. Cada vez o buraco ficava mais escuro. Sim, eu olhava em volta, desde a torre de TV até a esplanada dos ministérios chegando ao congresso nacional. Aquela nuvem cinza engolia as construções e apagadas suas imagens não serviam para mais nada, a não ser endividar mais ainda a sua estrutura de centro do poder.

 

Nossa missão é de retirar estas camadas pela força da cabala. Mas o que está acontecendo com esta missão que está perdendo os segredos da eternidade. Ao invés de desintegrar, está integrando. Isso é um perigo que vai dar muita dor de cabeça aos internos do amanhecer.

Brasília está sofrendo o encharcamento de suas membranas, é como se fosse um corpo físico material, por onde as energias vão se estagnando e criando enormes fendas na atmosfera fluídica, deixando se aproximar o comando inferior. Pelo poder e pela elevação. Assim fomos até este mundo que se diferencia dos demais pela sua composição abstrata, um centro diferenciado, onde o castelo está erguido e os súditos assentados ao seu redor.

 

Voltamos, eu minha ninfa e minha neta mais velha. Éramos três, tudo para visualizar esta condição libertadora e agora se tornando primitiva. Os homens e mulheres estão sofrendo uma dor no coração, estão testemunhando a desintegração dos valores da fé materializando seus pensamentos em pedra e ferro. Chegando aqui eu levantei do meu leito, porque para muitos os sonhos se concretizam ou falham pela sua aplicação direta.

 

Eu pedi aos donos da verdade que rasguem o verbo, que falem a verdade, que não escondam mais a linha direta da voz do céu. Muitos espíritos chegaram aqui comigo esta noite, uns ainda convivendo com a desonestidade e outros já mais libertos pela luz de seus olhos. O que mais me impressionou foi que a verdade foi dita em voz alta sem esconder a quem se dirigia, ou a quem ainda estava escondido pregando a falsa profecia. Neste caso os falsos profetas são os que guardam em seus instintos a malandragem, sempre obtendo valores para si mesmos, doa a quem doa, eles não querem saber do amor, do perdão. Foi, então, que ao chegarem aqui os missionários foram abrindo o livro das suas juras.

Se a verdade pode libertar, então porque viver na escuridão dos desejos e viver sempre se endividando cada dia mais. O mundo é dos espertos enquanto os cegos não enxergarem. Quando os cegos verem a sua caminhada os que se escondem como cordeiros perderão suas mascaras e ninguém temerá suas reações.

 

Os espíritos chegaram como lobos famintos escondendo seus corações regados pelas mentiras. Mas os missionários estavam em outra linha, a da verdade, e quando menos esperavam eles abriam o véu negro e expuseram seus conteúdos. Somente assim para dividir o positivo e o negativo, mostrando o mundo que se divide também em dois mundos. Foi por esta razão que Capela se dividiu, a mentira, as guerras dos próprios seres in-luz vivendo nas galerias das cidades. A verdade lá sofreu as duras baixas retaliando seus habitantes para outro planeta e assim reiniciar suas caminhadas. Viemos e construímos um mundo do nada, reativando nossos centros portadores de mediunidade chegamos até o infinito para reconhecer o erro da sociedade.

Vale do amanhecer. As esferas políticas governamentais estão sob um ataque das organizações criminosas. O submundo está atuando com muita liberdade e a grande nave detentora dos poderes dos grandes oráculos voltou suas armas contra seus próprios tripulantes. Nenhum direcionamento do portal foi aberto para conter esta invasão. Cadê a honestidade que tanto o Pai cobra, porque para ser livre temos que fazer uma escolha, ou o céu ou a terra.

 

A terra compromete a luz pela convivência com as trevas. O povo está como ovelhas dentro de um covil. Os grandes senhores trevais já implantaram na cabeça da pirâmide seus instintos de morte. Aos poucos os bandidos serão os mocinhos e os mocinhos serão cassados como animais selvagens.

A luta do céu é para evangelizar pelo bem toda uma nação, um pais, um sistema. Agora quando não se tem mais esperança e o povo chora as suas dores, é porque foi cultivada a pérola negra. Mesmo ela brilhando sua luz não se faz ver, sentir, ela omite seus raios pela sua escuridão.

O cristal que tanto falamos agora é somente areia. Quem poderia cobrar do povo a verdade vive sob a mentira. Por isso eu pedi ao Espírito da Verdade que abram este verbo, se todos já estão preparados, que comece a reconstruir seu futuro. E chega de tanta hipocrisia, os humanos estão perdendo e se perdendo novamente. Seremos então como Capela, sim, pois as galerias subterrâneas estão se lotando de espíritos mal amados. A história da nossa civilização começa a ser vivida como lá. Nós nunca tivemos contato com outros povos, porque fomos proibidos de ter este merecimento. Com ordens diretas dos capelinos nós fomos bloqueados para saber noticias. Nós vivemos um plano diferenciado do sistema, uma dimensão criada para abrigar este povo. E só vamos visualizar o universo quando entrarmos no quinto ciclo. Muitas expiações foram feitas pelo universo em busca de outros povos, outros contatos, e até agora nada. Eles vêm até nós em suas velozes naves e quando chegam aqui, invisíveis aos nossos olhos, eles assumem suas roupagens como espíritos desintegrados de seus físicos e entram na nossa dimensão pela mediunidade. Os olhos não veem porque estão sob a película protetora.

QUE A VERDADE PREVALEÇA EM TODOS OS CORAÇÕES!

 

Salve Deus!

 

Adjunto Apurê

An-Selmo Rá

04.12.2017

 

Sair da nossa lista:

Receber/Deletar

Deixe uma resposta