ESCOLA INICIÁTICA

Salve Deus!

 

O que acontece longe dos olhos físicos somente o espírito registra.

 

Fui convidado a participar de uma escola de desenvolvimento dos espíritos. Esta parte iniciática se difere da terra, porque é a preparação dos espíritos que irão trabalhar na terra levando mensagens, levando cura para os encarnados, enfim, é uma escola de cima para baixo.

 

Neste grande complexo iniciático havia uma grande multidão de instrutores, todos de uniforme, camisa azul escura com o crachá pendurado ao lado direito do peito. Os demais eram alunos, aspirantes, e estavam recebendo ensinamento de como agir quando tutelar seus afilhados.

 

Havia uma mulher toda de branco, sim, era o uniforme deles neste centro de atendimento, ela tava dando um trabalho aos instrutores. Era rebelde e queria fazer o que dava em sua cabeça. Por fim, não obedecia aos instrutores e ela caiu em minhas mãos para ajudar a controlar seu temperamento. Não tinha jeito, ela fazia tudo ao contrário, porque se achava melhor que os demais.

 

No comando geral nós somos incentivados a exercitar o livre arbítrio no que tange as leis universais, mas quando não existe obediência do espírito, ele fica deslocado. Existem regulamentos, leis, que tangem a conduta de cada um em sua missão. Arredia e sem noção da verdade começou a esbanjar ignorância. Por mais que eu tentasse fazer com que entendesse ela seguia o que sua mente irradiava. Onde eu a levava ela criava problemas.

 

Foi, então, que ela foi assediando outros novatos e jogava os ensinamentos contra os instrutores, eu tive que bloquear seus sentidos. Quando se dizendo mensageira, irradiada, eu retirei de suas mãos a força desta jornada. Acabou ali a sua brutalidade de querer ser melhor que os milhares de espíritos que com toda humildade assistiam os ensinamentos dos instrutores. Dali para diante ela perdeu seu destino e passou a agir de modo desnorteado.

 

As portas se fecharam, não iria mais tutelar ninguém na terra. Ela ficou ali neste centro de atendimento para se curar e não para curar. Vai ficar ali até que respeite as ordens dos instrutores universais. Não existem espíritos melhores ou piores, existe somente a diferença de comportamento.

 

Em meio aquela grande escola via-se muita coisa acontecendo, mas tudo estava sendo acompanhado de perto pelos grandes iniciados. Quando um mestre vem para desenvolver no templo do amanhecer ele passa pelo teste de mediunidade. Naquele momento é feita a abertura da aura e se houver problemas na sua caminhada será definida a sua mediunidade. É onde os grandes iniciados trazem o livro da vida e da morte para desenrolar o destino karmico. Cada pessoa encarnada que passa por este teste reflete seu coração e a sua ligação com seus mentores e suas vitimas do passado.

 

Se sua aura for aberta sem que haja equilíbrio ele vai se tornar um médium passista, onde os espíritos cobradores farão dele instrumento vingativo. É aí que conhecemos o desvio de conduta moral, porque os mentores não são nossos amiguinhos, eles são missionários de respeito. O médium que não segue a cartilha dos grandes iniciados cai na lista dos desobedientes.

 

Quando isso acontece este médium assume o papel da mediunidade fechada, sim, ele é reconduzido como doutrinador para que com esforço amenize esta carga perigosa. Somente assim, ele doutrinando a si mesmo é que vai aliviar sua faixa karmica.

 

Para cada caso é um caso diferente. Temos que prestar atenção no espelho da vida, pois se um médium for desenvolvido pelo que ele quer e não pelo teste de mediunidade, vamos criar um problema para ele e para sua família. Vou contar uma passagem.

Chegou aqui um jovem, queria conhecer a doutrina e os mentores lhe convidaram para desenvolver. Como ele já veio com sintomas irradiados no plexo sua mediunidade era de incorporação. Aceitou e começou a desenvolver, só que pela sexta aula, ele teve um contratempo. Ao sair do templo e chegar em sua casa, o seu irmão mais novo lhe provocou e naquele momento ele reagiu com tanta violência que o jogou pela janela da casa quebrando sua perna. Ele veio aqui e desistiu de tudo, porque não entendeu o significado da sua conduta. Simplesmente ele deu passagem ao cobrador do seu irmão e obsediado acabou quase matando.

 

Vejam o perigo da mediunidade aberta principalmente quando não se tem conduta mediúnica. O médium se torna instrumento da violência, pois não tem controle sobre seus sentidos. No templo há toda segurança, toda força que rege aquele médium, mas lá fora as coisas são diferentes. É como no caso desta mulher desobediente que fazia tudo ao contrário dos ensinamentos. Ela iria tutelar alguém em algum lugar, só que iria assediar e não ajudar.

 

Os mentores não compactuam com a vida desregrada e fútil, onde impera os destinos do mundo negro. A revolta do homem na terra nos mostra a sua jornada.

 

Aqui em nosso amanhecer quando um médium chega para assumir sua responsabilidade ele vai passar pelas aulas e seus mentores também assistirão as aulas com os instrutores espirituais. No caso Pai João de Enoque recolhe os mentores iniciantes e vai pregando a filosofia do amanhecer. Ali, eles também são preparados para assumir suas responsabilidades com os mestres. Tudo é feito dentro da normalização cristica, não é simplesmente chegar e já rodar.

 

A mulher então passou a se debater entre um e outro. Cochichando pregava a desmoralização. Logo ela foi recambiada para outro plano. Talvez lá ela consiga se avaliar ou vai se perder definitivamente, indo servir aos caprichos dos senhores trevais, só que lá também tem a lei que rege este mundo. Se desobedecer eles jogam aquele espírito na roda e cada chefe bate com força.

 

O mestre instrutor universal tem uma grande e linda missão dentro desta evolução, pois é ele quem dá o livre conhecimento aos que buscam suas linhas evolutivas. Sem o instrutor não há missão. Tia foi a nossa primeira instrutora que se empenhou em formar todos para receber os novatos em seus destinos.

 

Assim na terra como no céu, disse Jesus, nosso amado Mestre.

 

Salve Deus!

 

Adjunto Apurê

An-Selmo Rá

04.11.2017

 

Sair da nossa lista:

Receber/Deletar

Deixe uma resposta