ACAMPAMENTO

Salve Deus!

 

Um grande acampamento se formou antes do Canal Vermelho.

 

Primeiro eu gostaria de fazer um pedido: Não manchem a missão de Seta Branca, porque ele tem que se reportar ao sistema Cristico tudo que acontece em nossa jornada.

 

Eu subi esta noite após uma vibração tão desordenada que feria o meu coração e de minha ninfa. Sabe quando alguma coisa está prestes a acontecer, mas está envolvido em uma nuvem escura e aos poucos está se aproximado no silêncio absoluto. Pois foi assim o dia de ontem que parecia não ter fim.

 

Cheguei neste acampamento, só que estava vazio, as tendas foram armadas e não tinha ninguém. Eram várias origens, pois em cada uma dava para se ver de qual povo ela pertencia. Árabes, muçulmanos, europeus, asiáticos, indianos, americana do norte e do sul, enfim, era como um acampamento destinado a receber os refugiados de uma guerra. Em cada tenda havia também utensílios e mantimentos, coisas básicas e necessárias ao primeiro impacto.

 

Eu andei por entre as tendas, umas barracas menores e outras maiores, umas mais simples e outras não. Aquela parte do plano estava lotada, mas simplesmente vazio. Eu não entendi o significado desta formação, porque não havia respostas, havia um segredo e ele não estava sendo revelado para ninguém.

 

Esta plataforma foi criada esta noite para não sei o que. De repente um clarão, um impacto magnético enorme e um estrondo. A porta se fechou e percebi que estava relampeando forte aqui em cima de nós na terra. Engraçado como que a descarga elétrica fechou a minha porta. Eu voltei no mesmo instante daquela explosão do barulho do trovão.

 

Fiquei curioso com esta visão, parecia com tribos nômades que formam seus acampamentos e se ligam a crosta pela vibração mediúnica. Mas eles estavam antes do canal vermelho, não estavam dispersos, mas unidos pela densidade do momento que a terra vive.

 

Vamos, assim dizer, que é um lugar entre o céu e a terra, um canal sensorial de ajustes podendo atingir o padrão mental dos encarnados. Seria esta invasão que eu senti com minha ninfa o dia todo. Porque, pelo amor de Deus, foi insuportável esta onda de energia migratória. Nós sentíamos, mas não sabíamos de onde, qual finalidade, e por qual motivo. Era como se fosse uma projeção direta com intensidade moderada que vai aumentando no seu receptor. A constância da emissão nos fazia repensar a nossa fraqueza física.

 

Pensamos ir para um trabalho especial no templo, mas chovia muito e estava frio, e a noite fica complicada abrir um canal sensorial com os mentores. Nosso relógio espiritual deve ser respeitado para não sair do padrão de sua evolução.

 

Somente quem tem mediunidade aberta sente os efeitos da transição de um plano para outro. Seria até um desequilíbrio para muitos sem o conhecimento da transmutação dos ciclos se envolverem diretamente nesta transformação. Não é fácil, é coisa de outro mundo. Muitos jaguares se desligam de suas juras transcendentais como se fosse uma tomada que se clica. Somente se ligam quando vão trabalhar espiritualmente em seus templos.

 

Às 8 horas do dia estão inertes pelo materialismo e quando tem a feliz oportunidade de refazer seu trieiro espiritual não sabem se ligar ao seu mundo. É preciso desvendar os seus enigmas para poder entender o seu principio evolutivo.

 

Vamos aguardar as ordens de Seta Branca para reavaliar nossa conduta moral e espiritual. Eu fui, vi e voltei no relâmpago da explosão eletromagnética.

 

Salve Deus!

 

Adjunto Apurê

An-Selmo Rá

30.10.2017

 

Sair da nossa lista:

Receber/Deletar

Deixe uma resposta