SER DIFERENTE

Salve Deus!

 

Ser diferente não é ir contra tudo e todos, mas é ter amor, respeito e conhecimento.

 

Eu adoro ser diferente. Eu amo ser contrario a tudo que se diz ignorância mediúnica, porque viver a sua própria imagem reflete a nossa natureza. Quando eu falo em diferente é porque o céu fica mais perto do coração. Aprendemos com mais abrangência os códigos secretos da nossa evolução. Ser missionário não é vulgarizar o seu caminho, mas sim, respeitar seus semelhantes com a mesma intensidade que quer ser respeitado.

 

Saco vazio não para em pé. O mundo espiritual está completando mais um ciclo de orientação aos encarnados e tão logo irão se recolher para suas origens deixando em aberto esta lacuna doutrinária. Como será o amanhã sem eles, sem suas bênçãos, sem suas manipulações. O homem vagará em seus próprios escombros, porque pensando serem deuses afastarão de si mesmos as suas heranças transcendentais.

 

Novamente o céu e as recomendações. Nada está mudando, os espinhos voltaram a crescer, os caminhos estão começando a se fechar, os abismos estão se abrindo novamente. Deus tenha piedade desta raça em sua própria desgraça. Como disse Jesus: “Pai, perdoai-vos, eles não sabem o que fazem”.

 

Humildade, tolerância e amor. Não tem nada a ver com a terra, porque você pode ter um castelo de basto brilho e nele estar impregnada a Santíssima Trindade. Muitas vezes uma casinha de sapé tem mais vaidade que um rei vestido de pérolas preciosas. Então, eu posso ser rico e viver na minha humildade. A diferença em questão está na solidez do seu conhecimento, da sua compreensão.

 

Quando o espírito observa estas leis divinas por obrigação ele tem que se tornar livre das amarras da terra. Aí é que mora a chave desta diferença, pois duvido muito que leve em seus caminhos alguma coisa da terra que não seja conhecimento e dignidade.

 

Os parâmetros da felicidade, da honestidade, da evolução. Um saco vazio serve para cobrir somente as suas necessidades quando ao relento saciar sua tristeza de não poder voltar a sua constelação. As doze casas transitórias, as doze tribos de Israel, os doze apóstolos, estão impregnadas nos signos que cada um veste ou se reveste com esta juta impregnada de algodão engomado.

 

Nossos espíritos não se alimentam do que a terra produz, mas retiram da essência organiza a força e a coragem para seguir adiante. O corpo físico não se alimenta do espiritual, mas recebe energias espirituais para transformar no plexo a sustentação. Imagine seu corpo físico se alimentando somente de energia espiritual e seu espírito se alimentando somente da terra. Todos irão perecer, irão definhar, irão desfalecer.

 

Um templo que se afasta da sua perfeição acaba se desligando do reino central. O alinhamento da curvatura solar e lunar pode alterar o padrão e deixar de receber o alimento espiritual. A secura do espírito preso ao seu destino em um grande deserto. É como caminhar sem direção sentindo que nada mudou em relação ao estágio terrestre.

 

Por isso eu sou diferente, por não entrar na mesma popularidade abstrata. Eu confio em Deus como se ele estivesse aqui, ao meu lado, mas sabendo que eu não sou Deus, mas sou filho e Pai. Como saber se estamos recebendo esta linha direta, porque ainda sem enxergar pelas nuvens densas navegamos procurando a claridade existencial.

 

Todos são melhores do que eu. Quando eu penso o mundo reage de outra forma, eu faço as buscas no espírito e encontro uma fagulha brilhando e com muito carinho vou sustentando esta pequena chama. O que a faz crescer é o amor incondicional. Mas vocês sabem me responder o que seja amor incondicional!

 

As serpentes estão com suas cabeças de fora, elas Estão planejando quem será a sua próxima vitima.

 

Salve Deus!

 

Adjunto Apurê

An-Selmo Rá

18.10.2017

 

Sair da nossa lista:

Receber/Deletar

Deixe uma resposta