INICIAÇÃO

Salve Deus!

 

As coisas acontecem sem a gente esperar.

 

Eu estava já no meu leito de adormecer assistindo TV quando de repente fui puxado para fora. Eram 23 horas e teve duração de vinte minutos. Foi quando me levaram para assistir uma iniciação. Chegando neste futuro tempo que na terra dizemos, pois lá tudo é sincronizado pelo espaço de nossa consciência, Pai Seta Branca em espírito e em verdade estava iniciando os mestres, seus filhos deste amanhecer de Campo Largo, Paraná.

 

O ritual segue os mesmos preceitos da terra, tudo igual, tudo perfeito. O que muda são os participantes transportados dos seus mundos para receber o cálice da vida eterna. Neste pequeno período de tempo tudo foi feito com muito amor, os mestres juraram seus corações a Jesus e todos receberam em seus espíritos a chama branca da vida, a força iniciática do Grande Simiromba de Deus.

 

Eu estive ali como testemunha desta consagração, sim, para poder registrar esta passagem e contar para a terra o significado desta responsabilidade com nossas evoluções. Pai Seta Branca é um ser divino, muito lindo, e absorve de nossos corações as impregnações negativas. Ele não quer que soframos as nossas dores, então ele retira a carga mais pesada deixando nossas auras livres das consequências para poder assumir o nosso karma em menor escala.

 

Eu acompanhei todo o ritual, desde a chamada até as palmas ecoarem pelo sistema mediúnico. O mais bonito é que todos foram sendo transportados de seus mundos para poderem chegar até o nosso templo espiritual. Mesmo acordados seus espíritos foram se desdobrando, é como se uma película surgisse nos olhos, uma espécie de transmutação do eu físico ao espiritual.

 

Muitas vezes ao se projetar para fora do circulo material a pessoa fica apática, fica como se estivesse voando, sem sintonia com a terra. O pensamento percorre a dimensão do espírito e não se liga ao etéreo, ela se desliga pela sua necessidade naquele momento de estar em algum lugar fora do plano terrestre. Tem o perigo de acidentes físicos, porque fica totalmente fora da realidade.

 

Em vinte minutos eu registrei esta consagração dos meus irmãos, este povo de Apurê, filhos de Seta Branca. As iniciações sempre acontecem com antecedência no mundo espiritual, sempre, porque é uma forma de iniciar primeiro o espírito e depois o físico. Isso é feito para formar o mundo de ambos os corpos, assim dá tempo de reorganizar o sentimento da natureza humana.

 

Voltei feliz porque o sonho de muitos havia se concretizado nesta noite. Depois de consumado o ritual eles foram levados pelos seus mentores de volta ao corpo físico, irradiados pela luz azulada, uma espécie de membrana que envolvia os espíritos. Eles ainda estavam em transe, parecia um choque, mas não, era a força magnética que foi transferida para o sol interior.

 

A movimentação de mentores junto ao Pai nesta maravilhosa consagração era muito grande, muitos, muitos em sintonia para fazer acontecer o que a terra irá receber.

 

Salve Deus!

 

Adjunto Apurê

An-Selmo Rá

03.10.2017

 

Sair da nossa lista:

Receber/Deletar

Deixe uma resposta