TOLERÂNCIA

 

Salve Deus!

 

Porque tanto me cobras.

 

Minha tolerância tinha limites e eu procurava não entrar no mérito das consequências, mas haja paciência, pois tem momentos que a gente perde tudo nesta vida por um segundo a mais de coragem para suportar tanta humilhação.

 

_ Meu caro senhor! Eu vim lhe procurar para ajustarmos nossas contas!

_ Quem é você!

_ Sou seu cobrador! Sou do seu reinado, sou seu opositor, sou seu elitrio!

_ Salve Deus!

 

Dizendo isso fomos projetados a um enorme jardim nos tempos primórdios da nossa reencarnação. Havia uma festa, muitos convidados, todos divididos, mas unidos por uma ideia de confronto. Este espírito era meu opositor neste reinado, ele também tinha o seu nas cercanias do condado, então ele sempre estava tentando me destruir. Havia inveja em seu coração, porque ele era fechado e eu procurava alegrar este povo dando a eles as festas tão procuradas.

 

Nesta noite estávamos festejando e ele com tanta inveja querendo me matar. Montou uma situação difícil com alguns homens de sua corte que também estavam ali. Eu olhava para todos e tentava contornar a situação me desviando das provocações. Mas para tudo tinha limite, pois chega um momento na vida que a gente perder as estribeiras. Os homens dele me atocaiavam, eu sabia que era questão de horas para eles cometerem o assassinato. A confusão começou de repente e ninguém mais se entendia. Era isso que eles planejaram, na confusão alguém me atingir sem saber quem. Eu estava atento e não dava minhas costas pra ninguém, eu não sabia mais quem era quem ali naquela confusão.

 

Foi então que não sendo atingido o meu algoz me procurou e com um punhal veio para cima. Eu não tive alternativa e o derrubei no chão, segurei em seu pescoço e quando ele já estava morrendo eu soltei. Ele voltou a respirar e com seus olhos arregalados me fitava com muito ódio. Alguns dos seus homens o pegaram e levaram embora e dias depois ele veio falecer. Foi uma morte rápida, um ataque do coração. Aquele espírito se levantou do seu túmulo com tanto ódio que se encalacrou em meu físico. Desde então ele vem me cobrando, me ferindo pelas encarnações.

 

Eu tinha muita paciência com meus opositores e nunca havia chegado a agredir. Mas neste momento ou era eu ou ele, mas mesmo tendo sua vida em minhas mãos eu não tirei a dele.

 

_ Hoje é o nosso dia de acertamos! Eu queria lhe pedir perdão por tudo que eu lhe fiz nesta vida! Até hoje eu não o perdoava, mas sem saber o motivo real deste meu ódio eu não gostava de sua pessoa! Quantos séculos afins eu estou grudado em seu físico! Estou te matando aos poucos, estou lhe causando dores, estou destruindo o seu caminho!

_ Salve Deus meu irmão!

_ Me chamas de irmão eu que sou teu inimigo! Continua sendo o mesmo de ontem no hoje!

_ Você é meu querido irmão!

_ É isso que eu não entendo em você! Não me matou naquela noite fatídica e hoje me olhas com ternura! Não mudou nada, continua tendo paciência com teus opositores! E olha que eu jogo teus próprios irmãos contra você fazendo ninguém gostar do seu caminho! Mesmo nesta humilde vida que levas hoje, mas como sempre lhe foi conferido algo para mostrar que continua sendo importante! Como rei tinha sabedoria e agora aqui nesta casa também tem sabedoria, tem tolerância e está aprendendo a amar incondicionalmente!

_ A vida nos ensina ao bem ou ao mal!

_ Eu sempre trilhei o caminho da maldição! Amaldiçoei-te naquela noite e morri pelo meu ódio! Há como eu te odiava, mesmo não fazendo nada que me desagradasse! Eu não sei lhe explicar o que acontecia comigo, pois meu foco principal era te destruir! Eu tinha muita inveja da sua bondade! Eu queria ser assim, mas eu era muito tirano com meus súditos! Isso me incomodava muito de olhar o seu reinado prosperando e o meu escurecendo!

_ Cada qual faz aquilo que sabe fazer!

_ Mas hoje eu vim para lhe pedir perdão!

_ Eu que lhe peço perdão!

_ Não! Não foi você quem me feriu, fui eu mesmo que desafiei a sua bondade! Eu que me matei por não compreender o meu destino! Mas mesmo sabendo que a culpa não foi sua eu tive esta oportunidade de lhe acompanhar! E não foi somente nesta vida, mas em outras eu sempre estive no seu caminho! Só que agora foi diferente, algo especial, algo que me mostrou a verdade! Aqui onde reina esta missão estes senhores que lhe acompanham me falam bem de você! Eles falam coisas bonitas e me deixam tonto! Às vezes eu estou lhe cobrando tanto que você reclama de suas dores pra sua mulher! Logo vem uma energia suave e vai penetrando no meu coração e eu paro de lhe importunar! Mas tão logo acabe eu volto a ficar feroz e tudo volta novamente naquela mesma dor! Você está vendo este jardim aonde era para ter acontecido o desfecho da morte! Foi aqui que tudo aconteceu e onde você não me matou! Poderia ter tirado a minha infeliz vida e não o fez, mas eu jurei tirar a sua!

_ Porque tanto ódio meu irmão!

_ Era mais que ódio! Era inveja! Eu não dormia mais a noite somente pensando em como te matar! Eu queria a sua felicidade! Como eu não conseguia ser feliz eu queira tomar a sua!

_ Meu Deus!

_ E agora, somente depois de muitos séculos infiltrado no seu físico eu comecei a compreender tudo através da sua missão! Continua sendo o mesmo tolerante de ontem e isso me causava nojo! Mas como sempre tens bons amigos e companheiros que lhe protegem! Eu sou vitima de mim mesmo e com o esclarecimento da verdade eu me preparei muito para ter este reencontro! Eu não vim com pedras e nem com mas intenções, eu vim desarmado querendo seu perdão! Para mim o teu sofrimento alimentava meu ódio e para que, para me sentir feliz! Nada mudou em mim desde aquele momento, mas agora algo novo está acontecendo comigo! Eu não entendia, mas passei a receber orientações pelo seu pensamento! As suas palavras foram encharcando meu coração e as duvidas começaram a me incomodar! Será que eu estou errado em tanto lhe fazer mal! Sim, duvidas cruéis que nos chamam a razão! Quando se está em duvida entre o certo e o errado há um momento de reflexão! Ali pode se perder o caminho como se pode começar outro! Tudo vai depender de como se compreende as duvidas! Então as duvidas que eu tinha me mostraram este outro caminho, do perdão!

_ Salve Deus!

_ Espere, não me tire esta sintonia que me vai no meu coração! Eu tomei esta iniciativa de sair do seu destino de uma vez por todas! Eu somente desejo que sejas feliz com seu povo, com seu reinado de amor e esperança! Não irei mais te cutucar trazendo dores, lhe matar! Desejo vida longa e prospera ao rei! Você perdeu tudo que tinha porque eu lhe tirei os seus valores! Se eu pudesse lhe devolver o seu reinado de paz e felicidade daria em dobro, mas como o tempo passa e vamos nos atrasando na evolução da humanidade, perdemos todos nós por não sabermos amar! Vejo hoje com meus olhos que se abriram que a terra já não é mais a mesma, tudo mudou, os costumes, as pessoas, mas muitas ainda são como eu, doentes! Eu nunca mais consegui abrir meus olhos, era um eterno sono, um sonho dos mortos! Hoje eu estou de olhos abertos e esclarecidos pela verdade de suas palavras! Quantas vezes te ouvi falando com seus irmãos coisas bonitas! Estas palavras foram encalacrando no meu espírito e me dava ânsia, eu queria vomitar, eu queria fechar meus ouvidos! Como eu odiava este momento! Eu urrava de dor! Quantas vezes eu passei ao seu lado naquele lugar de atendimento e te odiava por estar ali! Mesmo sentindo dores ainda me falava com sabedoria! Nunca te ouvi destratar seus irmãos, nunca mesmo, mas eu os fazia se voltarem contra suas palavras! Ninguém gosta de você porque eu não deixava!

_ Salve Deus!

_ Sim, Salve Deus! Hoje eu te levei de volta ao nosso tempo do passado! É neste tempo que vamos nos acertar, não no presente, mas no passado onde tudo começou e terá que terminar! Hoje trajado com seu belo roupão recebendo seus convidados eu estarei junto, pois muitos daquele dia como eu lhe cobram por mim! Eles estarão todos juntos e ouvirão de minha boca sem ressentimentos que eu o perdoei! Vou mudar este destino e chega de tanta dor, chega de tanta ignorância reencarnatória! Eu vou embora, mas sem lhe causar maiores danos em seu físico! Quando romper esta ligação você não perecerá, mas terá uma vida mais tranquila! Graças a esta luz que irradia em seu coração eu estou me retirando e seguindo meu compromisso! Vou para um tratamento e depois seguir minha origem! Faz tanto tempo que não vejo meus amores, minha amada esposa, minha família! Eu estava numa imensa escuridão e não desejo a ninguém que perca sua tolerância! Agora eu começo a ver a luz, muita luz, muita coisa mudou em mim! Como você diz: Salve Deus!

_ Graças a Deus!

_ Veja o teu reinado, veja teu povo, veja a sua benevolência! Vai receber tudo que lhe foi tirado nesta vida e na vida vindoura! É só o que eu posso lhe desejar, o pouco que um sofredor como eu lhe fiz passar! Seja feliz meu irmão!

 

A terra estremeceu sob meus pés. Eu fiquei tão emocionado por ter tido esta rica e feliz oportunidade de poder mostrar um pouco da nossa realidade. Nossas vidas estão ainda atreladas ao nosso passado se projetando no futuro as consequências da falta de amor. As minhas dores que eu não conto, porque ninguém tem culpa, ninguém pode se contaminar por mim. O tempo vai nos dando oportunidades de reajustar e se ajustar no novo pergaminho da vida eterna. A humanidade precisa de mais contato com eles mesmos e abrir o leque de sua dimensão. Aqui, no templo, nesta casa de Seta Branca, eu abro o coração dos espíritos encarnados para que recebam o esclarecimento da verdade. Muita coisa se esconde na obscuridão do coração e somente vomitando é que se alivia esta carga negativa perigosa.

 

Despedi-me no meu irmão e ele foi se iluminando e desaparecendo. Aquela imagem foi sumindo com ele e tudo voltou ao normal. Eu cheguei em casa, meu físico, abri meus olhos com tudo registrado na memória astral. Que Deus tenha compaixão dos seus filhos, pois a terra fecha seu circulo inevitável de mortes. Está chegando um desfecho terrível que tragara muitas almas para o purgatório, para o verdadeiro inferno. Este confronto irá tirar da face da terra os espíritos encarnados que não se reajustaram pelo amor e agora pela dor serão recolhidos. Haverá um desfalecimento da tirania.

 

Salve Deus!

 

Adjunto Apurê

An-Selmo Rá

28.09.2017

 

Sair da nossa lista:

Receber/Deletar

Deixe uma resposta