AMIGOS


Salve Deus!

Amigo é algo especial, onde se mantém próximo pelos laços da harmonia.

Quando partimos desta vida e entrarmos na vida fluídica nós vamos reencontrar os velhos contemporâneos de outrora, os mesmos que nos acompanharam neste caminho transformando em coragem os nossos ais.

Eu estava bem, o templo renova as nossas forças e nos dá a amplitude do horizonte, mas depois dos trabalhos, onde ao nos recolhermos ao universo encantado tudo modifica conforme nosso padrão. Quando, depois de algumas controvérsias com alguns espíritos, eu recebi uma visita. Era nosso irmão que desencarnou algum tempinho atrás. Ele tinha uma hierarquia nesta missão e já havia vindo nos conhecer em vida, Campo Largo, quando o templo ainda era em madeira bruta. Mas eu digo, a simplicidade do espírito muda o ambiente e o coração.

José Carlos, sim, meu irmão, meu amigo, um homem integro com sua missão e evolução. Pelo que eu acompanhei sua trajetória neste amanhecer, nenhuma mancha marcou seu espírito. Agora, o que mais me impressionou foi a sua felicidade em chegar aqui em nossa morada espiritual. Ele entrou no meu mundo e tão logo foi se adaptando ao costume da nossa simplicidade. Ele não tinha preconceito nenhum e queria fazer parte do nosso cantinho.

O tempo vai passando e vamos firmando os passos para novas conquistas. Ele ficou aqui e tão logo se deitou ao chão para mostrar que devemos baixar nossas cabeças em sinal de respeito a Deus. Eu olhei para ele e fiquei preocupado, pedi a minha companheira espiritual que levasse até ele alguns utensílios para abrandar seu espírito, mas ele disse não, pois estava sentindo fluir a energia do solo sagrado.

Mestres e irmãos. Não importa quem somos e o que fazemos, mas importa o nosso compromisso e o destino de nossa evolução quando findar os olhos nesta seara material e ao chegarmos noutra dimensão ter os amigos nos esperando.

Eu fico olhando os filhos de Seta Branca que se dizem tão perfeitos e não olham a sua verdadeira trajetória. Tem filhos do amanhecer que aqui vem por algum motivo e nem entram no templo se achando melhores ou maiores que os demais. Mas para mim não importa seus pensamentos, importa o que estamos fazendo para melhorar nosso mundo. Se fosse ruim Pai Seta Branca não estaria em todos os trabalhos ajudando. Feliz é aquele que respeita a missão e pela desigualdade não fecha seu coração.

Ser diferente é uma vantagem que nos liga a transição dos mundos, das dimensões. Tia Neiva era diferente, ela mantinha esta vantagem de poder agir na hora certa. Cada missionário é indiferente e isso causa dor no próprio eu interior. Quem olha cara não vê coração.

Então, voltando ao nosso visitante, ele ficou aqui e não queria mais ir embora. Estava feliz, estava recebendo a compensação do nosso compromisso. Se ele veio é porque sabe que eu o receberia. Não iria em outro lugar sem que registrassem a sua presença, isso mostra a verdadeira face do jaguar.

Eu sou um contador de histórias. Histórias que se ligam e interligam pelo mundo dos espíritos. A convivência além matéria nos surpreende pela exatidão dos planos divinos. Um dia verão o clarão do resplandecer e chegará a hora que serão separados uns dos outros, pois são origens diferentes, restando somente à amizade como prova de sua lealdade.

A doutrina também se dividiu pelo mesmo motivo, origens diferentes. Ela não vai se unificar e nem amizade restará, pois são dois caminhos em constante controvérsia. São dois exércitos na disputa pelo seu território usando das mesmas armas para complicarem seus destinos. Vamos deixar como está, faça você a sua conquista e colha os frutos da verdadeira obra que Tia Neiva deixou.

Quanto ao meu irmão, Salve Deus, ele está bem atendido e respeitado aqui comigo.

Salve Deus!

Adjunto Apurê
An-Selmo Rá
24.09.2017

Sair da nossa lista:

Receber/Deletar

Deixe uma resposta