A GRANDE PROCURA

Salve Deus!

 

Pronto socorro espiritual.

 

Para quem não conhece é algo sobrenatural, mas para quem já conhece e vive esta evolução é a coisa mais rica e maravilhosa deste mundo. O viver os mistérios que nos cercam trazendo em cada um o seu conteúdo programado para a realidade individual que marca um sonho de um Pai que desceu para formar o seu canto em cada coração.

 

Olhando para o templo na terra ele ainda está formando na melodia do silencio as suas estruturas, mas olhando para ele no plano espiritual, meu Deus, milhares de espíritos cruzando suas espadas em busca de suas verdades. A formação do povo que já está chegando sem medo de serem felizes, sem receio da sua bagagem, sem revolta, mas com amor próprio para sustentar as suas iniciações.

 

Este templo físico é somente um portal para nossa dimensão, pois quando estamos em missão e na sintonia dos grandes iniciados, nós estamos formando nosso aledá pela ciência cósmica e não podemos nos dispersar pela casualidade do ser perdido em seus pensamentos.

 

O Pai Seta Branca está trazendo os espíritos para formar esta base de humildade. Ele não quer que as medalhas tapem o sol interior, pois deixam de brilhar e refletir a luz. Ele está aqui em espírito e em verdade, não somente se projetando, mas ali sentado naquele banquinho de preto velho passando a mão na cabeça dos seus filhos amados. A organização e reorganização do conjunto iniciático está iniciando em nossa condição pela sublime necessidade de estar no caminho da certeza e não especulando a sua dimensão em busca de respostas.

 

Estávamos de prontidão, eu e minha família, todos ali sustentando esta força que se expandia pelos planos, ela descia em forma espiralada e quando chegava nos plexos explodia em centelha divina. As cortes emitiam a descarga vibracional dos mantras que subiam a tal ponto e lá sofriam um congelamento descendo em flocos de energia. Vejam, os mantras emitidos não se perdiam, não evaporavam na dimensão, eles chegavam a certo ponto da camada e recebiam um choque atmosférico congelando as partículas. Ao se cristalizarem eles caiam, retornando para os que estavam emitindo. Eu via como se fosse um coroamento dos mestres e ninfas, sim, algo espetacular que meu espírito registrou neste comando.

 

O dia estava chegando, temos que nos recolher para nossa personalidade e assim foi uma linda consagração que marcou nossa pequena missão. Recebemos esta consagração espiritual pela espiritualidade de Seta Branca. O céu conjugava o silencio que agora tendo voz sobre a terra trouxe a esperança de uma nova era. A terra já tem voz e somos todos nós que passamos pelas maiores provações deste mestrado.

 

Conforme ia se abrindo o sol, os espíritos iam se deslocando no etéreo plano deixando aqui neste solo sagrado as suas lembranças, as suas preparações. Eu e minha ninfa ficamos todos maravilhados com tanta luz, com tanta coisa descendo e tantas outras subindo. A perfeição desta casa onde o comandante dela está de prontidão, Seta Branca, para receber a pitonisa que vai novamente reorganizar este mestrado.

 

Todas as falanges foram convocadas para estarem aqui neste templo para a reconsagração deste continente. Um continente limpo das mazelas e das dores que os jaguares formam pela necessidade que procuram nas respostas. Respostas que agora estão impregnadas em seus corações. Se na duvida se perder, na razão encontrará seu objetivo, a sua evolução. Os caminhos não são iguais para os encarnados, eles se alteram pelas juras transcendentais. Cada um ergue a sua espada que ainda está à meia altura, logo estará acima de sua cabeça. Conjurando os mistérios revelados nesta grande invocação. Razão, emoção e verdade. Eu parto em meu espírito na busca das conquistas e chegando lá aprumo o meu caminho verticalizando pela horizontal as vibrações do coração. Ao chegar em terra tudo vai sendo impregnado no corpo físico e a partir desta manifestação mediúnica eu transformo esta iniciação em energias para a cura do meu eu.

 

Vamos então refletir quem somos nós nesta grande jornada espiritual e não material. Que cada um assimile seu comando nesta nave e se deixe levar pela sua inspiração.

 

Salve Deus!

 

Adjunto Apurê

An-Selmo Rá

28.08.2017

 

Sair da nossa lista:

Receber/Deletar

Deixe uma resposta