FENÔMENOS MEDIÚNICOS

Salve Deus!

 

Não sei se gritava ou sufocava esta presença.

 

O amanhecer é uma doutrina para a vida, não para a morte. Só morre quem acredita na morte, pois aquele que não conhece a si mesmo há de perambular pelos caminhos escuros dos ventos uivantes até conhecer a verdadeira luz interior da vida eterna.

 

Eu estava aqui na minha casa quando ouvi um chamado. Olhei para dentro do templo e lá estava um convidado nos convidando a descer. Eram 20 horas. Olhando mediunicamente era um espírito de grande hierarquia, um faraó, pois suas roupas eram elegantes e finas como uma brisa suave. Não, disse eu em espírito, pois não sabemos decifrar estes enigmas que estão acontecendo com mais frequência nesta casa de Seta Branca. Ficou ali até meia noite quando o portal se abriu com um silvo e ele transpassou sem deixar vestígios.

 

A era dos oito seguindo seus limites até 1984, quando os caminhos abriram o grande portal. De 1984 para cá tudo está acontecendo pela variação cósmica dos mundos em conjunção. Os fenômenos que registro está classificado pela variação da mediunidade e não pelo físico. O contratempo na divulgação destas presenças é para preparar os caminhos do mestre jaguar para suas oferendas além eternidade, a vida sobre a vida.

 

Como era noite e o templo fica sob a regência espiritual, os cavaleiros de Oxossi ficam de prontidão para evitar a magnetização dos vales negros. As lanças vibram no aledá e as espadas cortam o éter fazendo a limpeza espiritual. Ser espiritualista é acreditar na vida após esta vida. Não é ficar com medo da verdade, é enfrentar ela com dignidade e não se esconder atrás de uma peneira.

 

As pessoas que desacreditam nesta roupagem nunca irão se transformar pela sua evolução. Serão sempre as mesmas de ontem sofrendo o amanhã. Para quem quer se evoluir, para quem não quer mais viver perambulando de reencarnação em reencarnação tem este cantinho livre das amarras para se conhecer e ensinar o evangelho as suas origens.

 

As noticias de Deus estão chegando e clareando as velhas estradas camufladas pela dor. A verdadeira história de cada um começa a surtir efeitos na escola planetária. A vida da um novo salto em direção ao firmamento que engloba a vida física espiritualizando os seres na sua dimensão, terra e céu. Por isso que eu digo com toda clareza que somos a vida que se expande por este planeta levando a luz do esclarecimento.

 

Evangelizar. É somente um ponto inicial para os espíritos com medo da sua eternidade. A terra tem um limite aceitável e depois tudo se transforma pela energização do eu na sua individualidade. Faça deste terceiro plano o melhor possível para que ao chegar, onde o físico não pode ir, tenha consciência de si mesmo e de sua jornada. Ser missionário é estar ligado e não desligado, morto.

 

Aqui no amanhecer não existe morte, existe vida e nós somos esta vida.

 

Vou buscar esta presença quando em trabalho no templo, porque meu irmão, está acontecendo algo muito importante nesta escola iniciática da nova era. Só passa pela aprovação os que se ligam mediunicamente ao seu sol interior.

 

Eu sou como João Batista que grita neste deserto seco buscando as almas perdidas pela sequidão espiritual.

 

Salve Deus!

 

Adjunto Apurê

An-Selmo Rá

27.07.2017

 

Sair da nossa lista:

Receber/Deletar

Deixe uma resposta