ALMAS GÊMEAS

Salve Deus!

 

Antes de julgar teu irmão, coloque-se um pouco no lugar dele.

 

Os trabalhos vão se afinando cada dia mais e muitos perdem esta rica oportunidade de resgatar suas origens pela falta de iniciativa. Os mentores vêm de mundos distantes só para servir com amor esta missão, e os que aqui estão não se ligam na força de um comando. Como eu vi neste trabalho de sábado, foi à coisa mais linda e mais rica em experiência que somente quem participou sentiu os efeitos da presença de dois espíritos, almas gêmeas.

 

O templo na abertura foi ficando iluminado, porque a força formou o canal de emissão com o reino central. Mas o que mais me deixou emocionado foi de ver este casal espiritual trabalhando no atendimento. Enquanto ela atendia nos tronos ele trabalhava na linha de passe. Tudo em nome de Nosso Senhor Jesus Cristo.

 

Os pretos velhos estavam todos ali, mas foi preciso esta alternância no comando para troca das energias. Os mentores nos ajudam nesta transição e esperam de nós um pouco de força, coragem e esperança. Os espíritos sofredores estão atuando muito nos mestres fazendo com que percam o interesse evolutivo. A terra está gritando mais alto e formando um quadro karmico desnecessário, qual está freando a continuidade sacerdotal.

 

Ela, a missionária, mentora de luz, é inacreditável e linda demais. Um rosto suave, uma voz tranquila, uma serenidade no trato assistencial. Com Jesus em seu coração ela traduzia a mais nobre mensagem de amor. Enquanto ela administrava a cura com a sabedoria de sua longa vida missionária, ele, o mentor, tratava de trazer as mais puras energias das matas frondosas para fortalecer o trabalho. Um ajudando o outro. Não porque eram almas gêmeas que mudaria este atendimento, mas porque eles acreditam em nós, em nosso sistema mediúnico.

 

A nossa missão é o nosso sacerdócio. Quantas vezes eu enxuguei as lágrimas para não mostrar uma dor, para não deixar um filho de Seta Branca se desiludir. O coração palpitava pela necessidade de quebrar o lacre do fechamento karmico, mas em vão, olhando para meus irmãos eu via neles a verdade que eu precisava acreditar. Os meus irmãos, os meus amigos, os meus conhecidos.

 

Trabalhar dentro da esfera que orbita as constelações nos impulsiona a criar estágios de adaptação e dentro destas células formarmos um campo vibracional diferente. Vocês sabem por que tudo isso acontece aqui, porque o portal se liga aos dois planos, aos dois universos. O portal é único e espelha cada transição.

 

Como disse uma vez Tiãozinho: “Vocês vão ver como é viajar como uma clarividente”. Ele se referiu a nossa mãe quando em viagem o carro subiu um morro íngreme e não tombou. Ele foi seguro pela força magnética da chalana.

 

Então é isso que eu digo. Existem missionários em muitas linhas, mas dentro destas linhas existem os que se destacam pela força de um grande compromisso. São juras transcendentais, juras assumidas e juras destruídas.

 

Assim é quando temos consciência dos dois planos. A chave abre e fecha, mas se perdemos ficaremos fora da contagem. Não deixem as suas energias cristalizarem no plexo, depois fica muito difícil manipular. Elas vão se acomodando nos vórtices e dali para frente os tumores aparecem. Isso serve tanto para mim como para todos.

 

A dor é única e insuperável. Cada um a sente de forma diferente. Mas ela é a mesma dor. Não existe dor menor ou dor maior, existe dor. Tia Neiva.

 

O templo é dos espíritos e os encarnados vêm para se comunicar com eles para obter a verdade. Somente a verdade nos libertará. Quem ama vai entender o real significado desta luta esperando que nunca nos falte esta vida, pois outra vai ser muito difícil.

 

Boa sorte jaguares. Um dia vou revelar quem eram estas almas gêmeas.

 

Salve Deus!

 

Adjunto Apurê

An-Selmo Rá

01.07.2017

 

Sair da nossa lista:

Receber/Deletar

 

Deixe uma resposta