RESPEITO

Salve Deus!

 

Graças a Deus aqui somos poucos, mas temos muito respeito uns para com os outros.

 

Ser adjunto é formar seu continente, primeiro no céu, depois na terra. O respeito é um caminho de evolução, porque quando não se respeita se regride na sua formação espiritual. Se olharmos no geral a sociedade veremos que cada encarnado tem seu papel fundamental na formação das famílias. Estas famílias são dispostas em laços sanguíneos, lares, e laços de amizades, oficina de trabalho, religião, enfim, tudo que reúna e organize os sentimentos.

 

Um adjunto deve ser amor, muito amor, porque se ele se afasta deste principio ele também se afasta do seu canal receptivo. O mesmo para cada jaguar, desde o branquinho até a última graduação.

 

Neste meio sempre vai aparecer às sementinhas do mal, pessoas que vão integrar o sistema para descompensar a sintonia. Estas pessoas vêm com ideias diferentes, elas vem carregada de fanatismo tentando misturar coisas que não condizem com a nossa missão, tentando minar cada coração que luta pela sua evolução.

 

“Quem desconhece os ensinamentos deste amanhecer não se cura ou cura coisa alguma”. Tia Neiva.

 

O espírito conturbado tenta se infiltrar assim: primeiro ele vai de porta em porta pregando o desequilíbrio, depois, não satisfeito ele articula no âmbito da fé desmoronando os ensinamentos das leis do amanhecer. Este espírito é sagaz, pensando ser somente ele o certo, ataca os mansos e pacíficos tornando-os cobradores de si mesmos ou do circulo esotérico.

 

Um jaguar cobrando. Estou recebendo uma vibração muito ruim de um jaguar que se diz certo e escolhe suas vitimas pela bondade. Ele está tão cego que está virando santo, sublimando, pois pra ele todos estão errados e somente ele segue certo. Nem o céu é perfeito, digo, dentro das esferas evolutivas temos espíritos que ainda estão em fase de adaptação e outros tentando ajudar. Temos as luzes curadoras quem vem de Jesus, mas elas não interferem no destino karmico.

 

Vou contar esta pequena passagem que eu vi aqui no templo.

Um mentor queria dar uma puxada na orelha do seu filho, mas como ele não pode fazer isso, ele fez algo inusitado. Eu vi quando ele se revestiu como um sofredor e ali ele falou a verdade. Este mestre estava indo pelo caminho errado, estava prejudicando e se prejudicando. Estava a ponto de cometer um assassinato, pois tal era seu desequilíbrio. Quando o mentor de luz fez isso ele soltou o verbo e deixou tão assustado aquele mestre que ele já não conseguia mais doutrinar. Eu estava ali observando, sabia que foi preciso ele fazer esta chamada, talvez assim salvasse aquele filho de uma condenação na terra. O mentor fez aquilo por amor, deu um susto muito grande naquele jaguar. Ele não era filho deste amanhecer, veio aqui manipular, mas em sua aura estava este conflito negro. Quanto mais ele doutrinava, mais ouvia as palavras. Depois disso ele nunca mais apareceu.

 

Os mentores chamam isso de remédio amargo. Na história de Ditinho, quando ele foi preso pelos bandidos do espaço em uma caverna, Ministro Ypuena foi ajudá-lo a sair de lá. Ypuena se revestiu como se fosse um sofredor, sem luz, e assim deu ordem ao chefe da falange que mandasse embora aquele homem. História contada por Tia Neiva. Assim ele conseguiu libertar Ditinho das garras dos espíritos sem procedência.

 

 

RESPEITO.

Esta é a chave da evolução. Cada casa do amanhecer tem um Ministro responsável por ela. O Adjunto é o comando desta casa e todos devem respeitar este comando, porque tudo vem em força decrescente. Como diz na carta, abaixo, sobre o (*)Adjunto.

 

A razão, meus irmãos, que o respeito é uma hierarquia. Se você não respeita sua hierarquia, mais tarde sendo também adjunto, ninguém irá vos respeitar na sua condição.

 

Coisas simples de se entender. Nós somos forças em movimento, forças iniciáticas e não podemos mais ficar um momento sem sintonia. Os laços espirituais estão se alternando muito rápido, a terra vai levar mais milhares de anos, mas o céu não. O céu muda e todos que estão nesta sintonia também mudam. Para se mudar a terra é preciso estar nesta sintonia.

 

Quando falamos em desvendar os enigmas do mundo, falamos em voltar as nossas origens. Não falamos em ressurreição, falamos em reencarnação, pois o espírito precisa ser lapidado para poder estar preparado para seus reencontros. O que eu vejo fora da matéria assusta, sim, porque nada é igual. Os homens se revestem de mascaras, corpo físico, mas seus espíritos são o que são.

 

Quando eu sou chamado pelos mentores pra resolver certas coisas é porque existe ainda um corpo físico que sustenta o espírito. Uma desobsessão se faz com técnicas conduzidas pela força de um pensamento. Todos já trabalham dentro desta magia, então saibam da grande responsabilidade que se tem junto a esta tribo.

 

Esta passagem mostra que Tia Neiva sempre pediu respeito:

Mario Sassi tinha uma cobrança para comigo. Um dia conversei com Tia sobre isso e ela me disse: Meu filho, toda vez que cruzar por ele baixe sua cabeça em sinal de respeito.

Assim fiz, até que ele se tornou um grande amigo meu. Então jaguares, respeitem suas hierarquias. Se você acha injusto, vai e construa seu continente, depois fale como é estar no comando. Com Mário foi isso, um reencontro dos velhos tumuchys. Ninguém sabe quem é quem. Quem sabia em silencio ficava.

 

Salve Deus!

 

Adjunto Apurê

An-Selmo Rá

23.06.2017

 

(*)“O Adjunto tem toda a regalia na Doutrina e em suas inovações que quiser. Porém, tem que respeitar as Leis e os regulamentos internos. Sendo Adjunto, seus direitos envolvem todos os trabalhos existentes na Corrente Indiana do Oriente Maior, na Linha do Amanhecer, quero dizer: Linha Iniciática. A Corrente Mestra vem da Corrente Indiana do Oriente Maior. Simiromba é a junção de sete Raízes universais. Quando Simiromba se desloca, na sua ordem vão também se deslocando as Raízes, segundo sua necessidade, porque, filho, saiba pois, que as forças não se deslocam em vão. Segundo posso explicar, cada Raiz tem o seu conceito, porque atrai sempre a origem. É uma honra atender a Simiromba! Por conseguinte, há, inclusive, precisão na escolha ou na necessidade. Os Grandes Iniciados são precisos. Posso afirmar que há, inclusive, uma técnica. Eles não deslocam uma força indevidamente e, por isso, não devemos invocar. Invocamos sem saber o que merecemos. Porém, eles sabem, com precisão, do que precisamos. Uma Raiz é algo, por exemplo, como um estado de acomodação de forças em movimento de destaque. Podemos considerar que as Raízes foram formadas pelos Grandes Iniciados na Terra, assim como nós estamos tentando homogeneizar a Raiz do Amanhecer, bem como, também, uma contagem para um Adjunto. Uma contagem só se forma pelos seguintes médiuns: Orixá, na Linha Afro, Arjuna-Rama, na Corrente Indiana, que tem como sinônimo o Primeiro Sétimo, Adjunto Koatay 108 Arjuna-Rama (tradução: Multiplicação Divina); VII Raio – D’Havaki Gita (tradução: Ilimitado); VI Raio – D’Hira (tradução: Continuação). As Ninfas Sol Yuricy são as ninfas classificadas para as invocações e consagrações.” (Tia Neiva, 23.7.78)

  • “Desejo-lhe um próspero ano novo, ano de progresso, ano de amor, com harmonia em todos os sentidos, na vida e na morte. Saiba, pois, que tua vida, num conjunto de harmonia, se estende na melodia universal, sendo do físico ao etero-magnético, sempre conquistando, sempre descortinando tudo aquilo que traduz vidas em seus mistérios. Fostes colocado Adjunto, na força vingadora de KOATAY 108, para a grande revelação de um mundo em desenvolvimento. Desejo, filho, que as forças dos encantados rebrilhe sobre teu Sol Interior, dispondo-se no Terceiro deste Sétimo. Ninguém deverá conhecer o manejar de tua espada. Ninguém poderá arrebatar do teu punho os mantras silenciosos que arrancaste do seio de tua Mãe KOATAY 108. Mestre Jaguar, é chegada a hora. As forças se movimentam nos três reinos desta natureza. Os planetas já se destinam em direção de tua orbe. Marche, filho, portanto, com este objetivo, desta estrada culminante na lei de auxílio. Filho… Filho querido do meu coração, filho de Esparta , Jaguar Rama 2000, que na regência de um povo seguirás impune, mesmo que seja preciso atravessar o vale das sombras da morte. Jesus, o sol da vida, emitindo sobre os Raios de Araken irá despertar os seres que ora ainda vivem sob os vossos pés, sempre confiante em teu amor, filho meu. Sobre o azul do céu, mantras, mil mantras, que virão como espadas luminosas, colocar-se-ão ao teu punho, filho meu, para que possas levantar do teu pé o Homem arraigado em sua terra natal. A raiz que ainda não se transformou em gota medicinal, a roseira que ainda não brotou a sua rosa…, a palmeira que soube balançar as suas palmas… Emitir o sol, a ave do inverno que não pode revoar… a terra arada que ainda não teve forças de vingar sua semente…, o homem que ainda não recebeu a sua graça. Tua missão, teu sacerdócio exige tudo que disse acima, o que ainda não é tempo de dizer. Todo amor nesta marcha , neste NOVO AMANHECER, que depende de conheceres a ti mesmo, para melhor emitires a humildade, a tolerância e o amor, que é a Lei de tua regência. Todo o universo ouve o teu sagrado juramento, que fizeste com as seguintes palavras: Oh, fira-me quando o meu pensamento afastar-se de ti. E mais, ao tomar o cálice: Este é o teu sangue! Ninguém jamais poderá contaminar-se por mim. De Deus terás tudo por estas palavras. Teu PAI SETA BRANCA, em CRISTO JESUS, SIMIROMBA, também em teu amor. (30 DE DEZEMBRO DE 1978)

 

 

Sair da nossa lista:

Receber/Deletar

Deixe uma resposta