TRAIÇÃO

Salve Deus!

 

A pior traição deste mestrado é quando vem de outro irmão.

 

A vida na terra se assemelha a um estado vegetativo onde tudo se mistura, os conteúdos são jogados e se forja um ferro em brasa onde os espíritos são marcados.

 

Este espírito que me traiu, ele não esperava minha visita, era tão perigoso que articulava no meu silencio as coisas que iria me atingir. Só que eu posso ir e ele não, ele não conhece o sistema mediúnico de transporte. Chegando lá ele se fez de tonto, como se não fosse com ele, mas o cheiro dele estava impregnado em tudo que ele tocou e por onde ele passou.

 

Os espíritos são reconhecidos pelo seu odor, quanto mais rudes, mais selvagens, mais ele fede. O rastro fica impregnado no vácuo, sim, pois neste outro lado da vida não tem oxigênio da terra, lá é um campo diferente. Ao entrar em seu mental os resquícios da traição estava alojada em sua mente. Não foi difícil decifrar sua maldade.

 

Quando ele viu que eu sabia tentou me atacar e eu tive que segura-lo pelo pescoço, como se diz na terra, para que ele compreendesse que somos irmãos e não inimigos. Quanto mais ele se debatia, mais apertava, pois somente assim poderia colocar na cabeça dele que o respeito é um dever mediúnico e não simplesmente algo corriqueiro.

 

Esta noite foi um sufoco para este homem. Ele vinha me acompanhando de longe e vendo todas as minhas histórias, Usava de tudo para destruir minha responsabilidade. Eu não tenho segredos, porque o que eu tenho aqui é um dom que recebi e não meramente algo especulativo. Quando Tia Neiva me confiou esta missão ela viu em sua clarividência o meu compromisso com a verdade, sem enganar, sem macular, sem se tornar falso profeta.

 

Agora, não tente me enganar. Eu vou atrás, vou colocar em panos limpos. A pessoa pode até não me ver, mas eu estou lá. Como disse Tia Neiva, alguma coisa não fica bem nesta contagem. Este espírito encarnado estava provocando um desencontro e eu vou provar para ele que ele está errado agindo assim.

 

Não vou atrás de ninguém para converter a seguir o meu caminho. Segue este caminho o mestre que já tem sua herança transcendental formada. Este mestre tem toda a sua bagagem, sua evolução e não precisa se sujeitar a ficar pulando de galho em galho. Eu não distribuo cartão de visita, não fico de porta em porta sacudindo um e outro. Eu simplesmente amo a liberdade de ir e vir, e principalmente a liberdade dos meus irmãos.

 

Vou contar uma pequena história:

Havia na empresa que eu trabalhava um homem que vivia me atormentando. Ele fazia tudo para me tirar do meu cargo, da minha gerencia de publicidade, marketing e jornalismo. Ele ia e fazia confusão, falava coisas somente para jogar os diretores contra mim. Um dia ele conseguiu seu intento, eu saí da empresa e ele assumiu meu lugar. Mas não demorou muito aquela história, logo saíram com ele por problemas de envolvimento com empresas. Foi para o Rio de Janeiro, e naquela festa de fim de ano explodiu um foguete na praia e os estilhaços quase arrancaram sua cabeça. Recuperou-se, mas a divida se torna grande quando se destrói a vida de uma família. Em um acidente de carro ele veio a desencarnar. Eu não tive mais noticias dele, até porque não fui atrás do seu espírito. Por isso que eu sempre escrevo, conto, pois é muito fácil se endividar, mas como é difícil pagar uma divida. A divida não era minha, mas dele.

 

Mestres. O compromisso espiritual deve ser uma ordem divina e não meros caprichos terrenos. Como deste irmão que vê tudo que eu faço e usando a rádio peão fica espalhando, jogando uns contra os outros. Eu fui atrás dele e deixei avisado que será a ultima vez que ele apronta. O aviso ta dado e se quiser me conhecer pessoalmente, as portas desta casa estão abertas. Se não quiser não precisa, mas eu te conheci esta noite e sei de sua morada. Não brinque com sua missão, porque seus mentores estão registrando tudo que você faz, até seus pensamentos. Encontrei com o seu cavaleiro ali mesmo e ele não podia desfazer este momento de ajuste. O Cavaleiro me respeitou tanto que ficou de honra e guarda até que seu tutelado fosse repreendido.

 

Para os que me conhece, meus respeitos com ternura. Para quem não, Salve Deus!

 

Espero que este homem respeite a sua posição doutrinária e não fique brincando com sua responsabilidade.

 

Salve Deus!

 

Adjunto Apurê

An-Selmo Rá

19.06.2017

 

Sair da nossa lista:

Receber/Deletar

Deixe uma resposta