LIBERTAÇÃO

Salve Deus!

 

Todos um dia se libertam!

 

A grande preocupação do homem neste terceiro milênio é com a sua conquista espiritual. Estamos vendo uma corrida desesperada deste homem em busca de respostas para suas indagações, mas que nos levam a crer que ele as terá no momento certo.

 

Quarta, um dia diferente no aspecto doutrinário, cheio de imagens, sons e presenças. Um dia que poderia ser uma realidade se todos tivessem convicção de suas missões. Quando a espiritualidade maior chegou e ali mesmo, antes das dezessete horas, fez um ritual especial, e fazendo o cruzamento de forças, digo, cruzando as espadas. Eu estava tão empenhando em dar assistência que fiquei sintonizado pela terra. O céu fazia seu ritual, eu, com meus irmãos, na terra, recebíamos estas comendas. O sinal do céu indicou a transição e quando cruzou comigo foi liberto uma situação diferente, especial.

 

Tudo foi organizado pela espiritualidade, tudo, sem nenhum dedo humano para mistificar o trabalho. Origens espirituais, sim, forças decrescentes em composição com o cenário da vida física e espiritual.

 

Falando em origens, eu vejo muitos mestres emitindo e buscando algo que não tem. Como fica esta contagem, sim, porque quando nossa mãe estava entre nós ela via na sua clarividência a procedência de um filho, via a sua origem. Então, ela entregava para ele a carta de sua vida, a sua história. Sem ter esta condição o homem fica no vago espaço de sua dimensão. Fica vazio e sem rumo, sem destino. Sem merecer a contagem o mestre não altera os valores da sua consciência. Somente trabalhando no amanhecer é que se vai construindo o seu aledá, formando a sua origem, uma nova roupagem. A vida que o amanhecer criou (mantra).

 

Esta data, 07/06/2017, foi marcada por uma libertação espiritual que aconteceu na terra e no céu. Muitos ainda desconhecem o principio da evolução espiritual e se prendem pela terra não dando oportunidade de crescer em sua programação.

 

Quando eu recebi a minha contagem eu recebi de forma diferente, direta, da minha origem. Koatay 108 avalizou em sua clarividência quando comprovou a existência do labirinto de Ramsés. Hoje, ainda está travado no tempo e no espaço, mas se Deus quiser ela ainda formará na terra esta continuidade, a cura pelo quarto poder de Deus.

 

Isso nós chamamos de origem. É quando temos alicerces de uma história escrita por nós mesmos na formação de um comando. Eu vim do Egito, como muitos, mas o que difere um do outro, é a sua história, o dom de buscar esta narrativa e trazer para conhecimento público.

 

Não assumam, em sua vida, outras histórias, seja primeiro o que você é, sem superstição, sem fanatismo ou ideologias. A sua história pode começar agora e incorporar nas outras que viveu.

 

Nunca deixem de emitir em suas origens pois elas fazem parte da continuidade. Tia dizia que não se toma de um Ministro o que ele lhe entregou e da para outro. No final de cada emissão registrem em missão especial do adjunto que estão servindo. Isso se chama origem, e se quebrar, ela deixa de ser a sua origem. Faz parte da contagem das estrelas.

 

Muitos foram iludidos a deixar suas origens e agora estão mais perdidos que cego em tiroteio. Cada ministro tem seu continente, principalmente adjuntos de povos, que formam seus mestres na hierarquia de suas juras transcendentais. Quebrar esta hierarquia é bater de frente com Seta Branca que trouxe esta lei para a terra.

 

“Não alterem a minha Lei”. Seta Branca.

 

Salve Deus!

 

Adjunto Apurê

An-Selmo Rá

09.06.2017

 

Sair da nossa lista:

Receber/Deletar

Deixe uma resposta