EVOLUÇÃO – CHAMA BRANCA OU NEGRA

Salve Deus!

 

A evolução está no silencio do coração que transpira pela mente.

 

Eu vim para ensinar e não para corrigir. Tia Neiva.

 

Muitos que conviveram ao lado de Koatay 108 tiveram as mais ricas pérolas do conhecimento de uma missionária. Muitos ainda estão instruindo seu conhecimento, ensinando e implantando no coração a sua doutrina. Muitos que pararam de ensinar, por algum motivo, estão partindo para outro plano, pois quem deixa de ensinar perde a linha do raciocínio direto com a verdadeira obra de Jesus.

 

Ser instrutor é ser por inteiro e não pode se ausentar da linha mestra da verdade, pois quem primeiro esteve aqui recebeu das mãos dela a razão da continuidade. Muitos estão praticando outro raciocínio, estão implantando pedras que não foram lapidadas e elas formam uma parede no destino. A Seta Imaculada. Mesmo quem viveu com ela no berço esplêndido não pode se furtar a continuidade de ensinar.

 

Eu segui com este raciocínio e chegando lá onde as amarras da terra não têm efeito sobre o transitório espiritual percebi que o silencio é o maior grau de evolução que alguém pode adquirir. Vejo pela terra os confrontos de discussão da sabedoria sempre prevalecendo quem mais alto fala, mas em verdade, a luz se expande pela razão da consciência e ela só pode ascender se tiver energia.

 

Aqui na terra os homens se debatem entre a certeza e incerteza de serem mais graduados para poderem estar no pedestal da valorização. Vendo isso me despertou a seguinte situação: Quem sou eu, quem tu és, quem somos nós. Na personalidade desenvolvemos objetivos conciliados a vida que nos rege na terra. Na individualidade desenvolvemos o principio criador, mas em conjunto aprendemos a unir estes laços que foram firmados na conjunção do sistema karmico.

 

Aqui na terra eu ouvi um mestre criando tumultuo na hora de formar seu canto. Entre laços de poesias e chave ritualista, prevaleceu a poesia. O canto vazio não aderia ao invisível, pois a chave estava formada sem contingenciamento do sistema mediúnico. Como um missionário pode abrir o neutrôm sem que conheça a integra do ritual.

 

Neste episódio ele veio me cutucar, querendo saber de minha missão. Eu silenciei meu coração e esperei a sua vaidade surgir sem levantar os cristais que foram partidos. Vaidoso com sua obsessão ao poder: ele falou, e como falou. Até que sem energia suas forças foram enfraquecendo. Apático e apagado percebi que agora ele estava com sua guarda aberta para a infiltração. Eu o deixei assim, entregue ao seu próprio destino, porque somente com a dor é que se aprende a verdadeira história do amor.

 

Na certeza de não perpetuar o sofrimento muitos tem permanecido desligados da força central e estando desprotegidos do sistema cristico andam pelas estradas sem rumo e sem noção do perigo. Como dizemos: uma laranja podre estraga uma caixa inteira. Não se deixem contaminar pelos resíduos da terra que permanece dentro do coração. Tirem esta terra e não deixem outra cultura ser plantada a não ser aquela que foi ensinada pelo Pai Seta Branca.

 

O negativo vem pelo ouvido insinuando uma mensagem desvirtuada. Quem houve se contamina. Jesus falou a verdade quando disse: Sai de mim satanás. Sim, meus irmãos, ele fora contestado em suas palavras há muitos que estavam ouvindo esta mensagem, mas o lado oculto do coração entrevado no materialismo não queria que ele fosse ouvido. Uma palavra no pé do ouvido faz muito mal, nem tão quanto um tabefe no rosto. A contaminação é algo que vem de baixo, de pessoas ainda desconhecedoras do Evangelho Vivo e Resplandecente.

 

Eu sempre via Tia Neiva em situações embaraçosas onde mestres vinham falar mal de outro irmão. Ela simplesmente virava suas costas e deixava aquele filho falando sozinho. Ela não admitia esta falta de evolução, esta falta de conduta. Então ela ensinava com amor e pedia sempre para todos que seguissem o roteiro de suas jornadas. O semblante dela entristecia e saia dali o mais rápido possível para que não fosse contaminada por aquela ação negativa.

 

Ela ensinava, mas todos faziam pelo lado inconsciente de suas vidas. Eu tive uma grande lição ao reencontrar meu irmão de vidas passadas. Havia uma rixa dele para comigo e isso me deixava triste, pois eu o tinha com consideração de marido da clarividente. Fui falar com Tia e sem reclamar dele, eu somente disse a ela: Tia, porque o Mario não gosta de mim! Ela me disse:

_ Meu filho! Toda vez que você passar por ele baixe sua cabeça!

 

E assim seguindo esta orientação fiz e não me arrependo, pois hoje tenho um grande amigo espiritual. As vidas passadas nos comprometem demais com as vidas futuras. É isso que eu quero que todos se alertem. Não façam nada que mais tarde venham ser cobrados. Hoje você faz isso com alguém e mais tarde alguém irá fazer com vocês.

 

Uma ação negativa trás sérias consequências ao seu próprio eu interior. Muitas vezes seu espírito chora uma dor irreparável, uma dor milenar, mas a sua matéria desorganizada passa a alimentar a chama negra.

 

Salve Deus!

 

Adjunto Apurê

An-Selmo Rá

15.05.2017

Deixe uma resposta